Da redação, com José Pinheiro – A Gazeta

O presidente do Partido Social Democrata Cristão (PSDC), José Afonso Fernandes, afirmou na manhã desta sexta-feira, 19, que apózia a candidatura do deputado estadual Eber Machado a uma vaga na Câmara Federal. Ele também descartou a possibilidade de o partido romper com a Frente Popular do Acre para facilitar a sua eleição.

“Não há esta possibilidade. Estamos trabalhando outra chapa dentro da FPA com os partidos menores. Teremos, ao todo, 48 candidatos a deputado federal. Deles, 24 estarão nesta nova chapa”, disse o presidente.

Ele ressaltou que é um compromisso do partido eleger um deputado federal no Acre. Entretanto, ressaltou que esse nome fosse escolhido entre aqueles que não têm mandato de deputado federal.

“O nome do deputado Eber Machado é bem aceito. Tem feito um bom trabalho. Jovem, inteligente. Estamos confiantes no nome dele. Não colocaríamos o colega à disposição se ele não reunisse as condições e não houvesse chance de ser vitorioso. Não jogaríamos o companheiro numa aventura”, acrescentou José Afonso.

Com a disputa de Eber Machado a federal, fica aberta uma vaga para concorrer à Aleac em 2014. O presidente salienta que o PSDC já provou que a cada eleição elege 2 deputados estaduais. Ele citou o caso de Luís Tchê, atual PDT, e de Chico Viga, hoje no PSD, que já foram eleitos pela sigla em mandatos passados. Na eleição de 2010, o Partido elegeu Edvaldo Souza e Eber Machado.

De acordo com ele, o partido não tem um nome definido, ainda, para ocupar a possível vaga de Eber Machado, mas se cogita o nome do vereador Artêmio Costa (PSDC). “O nome do vereador Artêmio reúne os quesitos. Saiu recentemente de uma eleição. Está na memória eleitoral das pessoas e pode ser sim o nome”.

Finalizando, ele acrescentou que na próxima semana o partido deve fazer um evento para novas filiações e confirmou que o ex-deputado federal, Osmir Lima, deve-se filiar à sigla no Acre.

Comentários