Fiscais da Receita Federal e Ministério da Agricultura foram até o local e apreenderam a carga - Foto: Alexandre Lima
Fiscais da Receita Federal e Ministério da Agricultura foram até o local e apreenderam a carga – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Fiscais da Receita Federal, lotados na fronteira do Acre, após receberem uma denuncia anônima, se deslocaram para uma revendedora localizada na BR 317, Estrada do Pacífico, onde teria em guardado uma carreta em seu pátio, com uma carga ilegal sem o devido desembaraço fiscal.

Toda a carga foi lacrada e o proprietário da carreta ficou como fiel depositário até o desenrolar do processo - Foto: Alexandre Lima
Toda a carga foi lacrada e o proprietário da carreta ficou como fiel depositário até o desenrolar do processo – Foto: Alexandre Lima

Foi comprovado pelos fiscais, que uma grande carga de aproximadamente 20 toneladas ou mais de castanha beneficiada empacotada à vácuo, pronto para consumo ou, usada em outras formas na indústria, entrou em solo brasileiro de forma ilegal aos poucos até quase encher a carreta.

Segundo o fiscal Federal do Ministério da Agricultura, Augusto, toda a carga que pode estar avaliada em cerca de R$ 250 mil reais, foi apreendida e deverá ser dado o total perdimento, possivelmente incinerado por não ter o registro junto ao Ministério da Agricultura.

O proprietário da carreta, Amilton Rodrigues, disse que havia emprestado somente a carreta para um frete particular, pois não sabia do que seria transportado. Este ficou como fiel depositário até o conclusão do processo administrativo imposto pela Receita Federal.

A carreta com a carga foi lacrada e ficará no pátio da empresa até o desenrolar do caso, uma vez que foi cometido uma impostação sem a devida autorização da Receita Federal.

Veja vídeo reportagem abaixo.

Apreensão aconteceu devido uma denuncia anônima - Foto: Alexandre Lima
Apreensão aconteceu devido uma denuncia anônima – Foto: Alexandre Lima

Comentários