Conecte-se conosco

Acre

Redução das queimadas até 7 de agosto é de 53% no Acre, segundo dados do Inpe

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) divulgou, na semana passada, nota comemorando a queda nos focos de queimadas no Brasil no primeiro semestre do ano.

Segundo o MMA, somados, “os biomas apresentaram queda de, aproximadamente, 3,5% em relação ao mesmo período de 2021”.

A queda, de acordo com a pasta ambiental, deveu-se aos esforços do Governo Federal no combate aos incêndios e no aumento do efetivo de brigadistas.

No Acre, a redução, de acordo com os dados do programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), é de 53%. São 491 focos detectados neste ano, até 7 de agosto, contra 1.061 do ano passado.

No entanto, o período mais seco do ano para a maioria dos biomas brasileiros, como Amazônia, Pantanal, Mata Atlântica e Caatinga, quando há maior número de queimadas, é compreendido entre agosto e novembro.

No Acre, em 2021, os meses de agosto, setembro e outubro somaram, respectivamente, 3.185, 3.982 e 1.118 focos de queimadas.

Até o momento, os municípios acreanos com os maiores registros de queimadas são: Feijó (107 – 28% do total); Tarauacá (54 -11% do total); Rio Branco (37 – 7,5% do total); Xapuri (37 – 7,5% do total); e Manoel Urbano (34 – 6,9% do total).

A Reserva Extrativista Chico Mendes é a Unidade de Conservação Federal com o maior índice – são 43 focos, o que corresponde a 64,2% do total. Em seguida estão as Reservas do Alto Juruá, com 11 focos de queimadas e do Cazumbá Iracema, com 8 focos.

Comentários

Acre

“Temos vinte dois motivos para lhe apoiar”, diz Gladson em evento com Bolsonaro na capital federal

Publicado

em

O governador Gladson Cameli disse hoje a tarde em Brasília, durante evento com governadores e o presidente Bolsonaro, que vai apoiar a reeleição do chefe da nação no segundo turno.

Ao lado de governadores eleitos no primeiro e outros que vai disputar o segundo turno, Gladson ratificou apoio à reeleição de Bolsonaro e disse que o Acre é grato pelo apoio que recebeu.

“Temos 22 motivos para lhe apoiar. Foi por meio do seu governo que conseguimos conceder aos professores o maior abono salarial da educação. […] O melhor vem agora”, disse Cameli.

Comentários

Continue lendo

Acre

Acre tem redução em casos de síndrome gripal

Publicado

em

Na primeira semana de setembro, o Acre teve reduzido o número de notificações para casos de doenças respiratórias. O estado passou a registrar uma redução ainda em julho, que se mantém até o momento, saindo de 83 para 24 mensais.

Segundo dados laboratoriais, o Sars-cov-2 foi o vírus de maior circulação no estado, apresentando queda nas detecções por períodos durante 2022, seguido por vírus sincicial respiratório, rinovírus, influenza A, influenza A/H3 sazonal, sendo os cinco principais vírus em circulação no ano de 2022.

O gráfico acima mostra a distribuição de casos de síndrome respiratória aguda grave em internados, por município de residência, com maior frequência em Rio Branco e Cruzeiro do Sul, em razão da procura por unidades de saúde com maiores suportes assistenciais em casos mais graves.

Confira o informe técnico na íntegra:

Informe técnico sobre doenças respiratórias no Acre

 

Comentários

Continue lendo

Acre

Após homicídio no interior do Acre durante discussão entre casal, suspeito é preso pela Polícia Civil

Publicado

em

Por

Investigação apontou que suspeito ouviu mulher pedir socorro durante briga com marido e acabou esfaqueando homem. Crime ocorreu no domingo (2), na zona rural de Feijó.

Após homicídio no interior do AC durante discussão entre casal, suspeito é preso pela Polícia Civil — Foto: Asccom/PC-AC

Após homicídio no interior do AC durante discussão entre casal, suspeito é preso pela Polícia Civil — Foto: Asccom/PC-AC

Após investigações, a Polícia Civil prendeu Ronaldo Albuquerque Oliveira, de 23 anos, suspeito de matar Elielson Sousa de Araújo no último domingo (2), no KM 72 da BR-364, na zona rural de Feijó, interior do Acre. O cumprimento de mandado de prisão foi feito nessa quarta-feira (5).

Conforme a polícia, o suspeito estava bebendo na casa da vítima com outras pessoas, quando, por volta das 20h de domingo, Araújo passou a discutir com a esposa, que pediu socorro dizendo que estava sendo agredida com uma faca.

Foi então que Oliveira começou a discutir com a vítima, eles entraram em luta corporal e o suspeito acabou dando quatro facadas no homem. Segundo o delegado responsável pelo caso, Railson Ferreira, os golpes atingiram a região do peito e barriga da vítima.

Após a ação, a vítima foi levada para a cidade de Manoel Urbano e depois para o hospital de Rio Branco por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, mas não resistiu e morreu.

Comentários

Continue lendo

Em alta