Conecte-se conosco

Geral

Réus são condenados por morte e decapitação de jovem às margens do Rio Acre

Publicado

em

Denunciados ainda esquartejaram cadáver e retiraram coração, antes de jogar restos mortais nas águas; sentença considerou, entre outro, circunstâncias e consequências graves dos delitos

A 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco condenou duas pessoas pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, corrupção de menores e integrar organização criminosa.

A sentença da juíza de Direito Luana Campos, ainda aguardando publicação no Diário da Justiça eletrônico (DJe), foi lançada após os jurados do Conselho de Sentença considerarem, por maioria, os denunciados culpados pelas práticas delitivas apontadas pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Entenda o caso

Segundo a denúncia do MPE, os representados teriam participado da execução de uma jovem, ocorrida no dia 28 de janeiro de 2020, às margens do Rio Acre, no bairro Taquari. O homicídio teria sido planejado por duas outras mulheres, integrantes de facção criminosa, que cumprem penas privativas de liberdade em outro estado da Federação. Para executar a vítima, elas teriam contado com o apoio de outros seis acusados, além de um menor (apreendido pela Justiça).

Ainda conforme o Ministério Público, a vítima teria sido morta por motivo fútil (suposto conflito entre facções), com emprego de meio cruel (excessivos golpes de faca), sem ter podido esboçar qualquer reação de defesa (ela não sabia que estava sendo conduzida ao local da própria execução, não tendo, assim, oferecido qualquer resistência), sendo que, depois de morta, seus algozes decapitaram, desmembraram e retiraram o coração do cadáver, que foi jogado nas águas do Rio Acre.

Toda ação criminosa, de acordo com o MPE, teria sido decidida em um “tribunal do crime”, que deliberou a morte, por acreditar que a vítima estaria se aproximando de pessoas de uma facção contrária. O crime tem contornos macabros, pois antes de ser levada ao local da execução, a vítima parou em um comércio da família, onde deixou o filho que, até então, a acompanhava.

Processo principal foi desmembrado

Com o julgamento desta quinta-feira, 06, dos oito denunciados pela morte da vítima, cinco já foram condenados pela Justiça.

As duas supostas mandantes do crime, integrantes de facção que cumprem pena em outro estado da Federação, no entanto, ainda aguardam julgamento, em processo desmembrado do principal.

Sentença

Após a instrução do caso, a juíza de Direito titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri entendeu que os denunciados agiram deliberadamente, em união de esforços, para praticar os crimes, tendo sido demonstradas, nos autos, tanto a materialidade (prova material) quanto a autoria dos delitos.

Ao sentenciar os réus, a magistrada considerou o reconhecimento das circunstâncias qualificadoras pelos jurados, causa de aumento da pena, além das circunstâncias e consequências graves do crime, uma vez que a vítima era mãe de uma criança que crescerá sem a presença materna.

O homem denunciado foi sentenciado a 27 anos e 9 meses de reclusão, em regime inicial fechado. Já a mulher representada deverá cumprir 32 anos e 9 meses de prisão, também em regime inicial fechado.

Pelo princípio da soberania dos veredictos populares, não cabe recurso da sentença condenatória proferida contra os denunciados.

 

 Marcio Bleiner Roma Felix | Comunicação TJAC

Comentários

Geral

Acre tem mais um dia sem registro de casos e mortes por Covid-19 neste segunda, dia 23

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que não há novos casos de infecção por coronavírus nesta segunda-feira, 23 de maio. O número de infectados é de 124.974 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 327.240 notificações de contaminação pela doença, sendo que 202.241 casos foram descartados e 25 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 122.930 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 1 seguia internada até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado nesta segunda-feira, 23, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.002 em todo o estado.

Sobre os casos de covid-19 no estado, acesse:

BOLETIM_AC_COVID_23_05_2022_PARCIAL

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:

http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Rio Branco – AC, 23 de maio de 2022.

Secretaria de Estado de Saúde

Comentários

Continue lendo

Geral

Acre apresenta sinal de crescimento na tendência de longo prazo em casos de síndromes respiratórias

Publicado

em

Por

Dados da Fiocruz traz 18 estado com crescimento a longo prazo em casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A nível nacional há um aumento de casos de Covid-19 entre os vírus respiratórios.

Dados da Fiocruz mostram o Acre com tendência de longo prazo em casos de síndromes respiratórias  — Foto: Reprodução

Dados da Fiocruz mostram o Acre com tendência de longo prazo em casos de síndromes respiratórias — Foto: Reprodução

O Acre está entre os 18 estados que apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo em casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Os dados são da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) contabilizados entre os dias 8 a 14 de maio, correspondentes a Semana Epidemiológica (SE) 19.

As informações foram divulgadas na última sexta-feira (20). O estudo mostrou que, a nível nacional, há uma predominância de casos de Covid-19 entre os vírus respiratórios. Eles correspondem a 41,8% dos casos.

Os dados indicam ainda um crescimento no número de casos de SRAG em adultos. Já em crianças e adolescentes, existe uma estabilização de casos entre as faixas etárias de 0 a 4 anos e 5 a 11 anos.

Conforme o levantamento, além do Acre, os seguintes estados também apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo em casos de SRAG:

  • Alagoas
  • Amazonas
  • Amapá
  • Ceará
  • Minas Gerais
  • Mato Grosso do Sul
  • Mato Grosso
  • Paraíba
  • Pernambuco
  • Paraná
  • Rio de Janeiro
  • Rio Grande do Norte
  • Roraima
  • Rio Grande do Sul
  • Santa Catarina
  • São Paulo
  • Tocantins

 

O Distrito Federal, Goiás, Pará e Sergipe apresentam sinal de crescimento na tendência de curto prazo. O estado de Rio Grande do Sul também há registro de casos positivos de Influenza A entre crianças, adolescentes e adultos.

“O aumento de casos de SRAG na população adulta fez com que os resultados positivos voltem a ser de Sars-CoV-2. No Rio Grande do Sul, é possível observar que o aumento de casos de SRAG também está associado ao aumento de casos de Influenza A, ainda que em valores relativamente baixos e inferiores àqueles associados ao Sars-CoV-2”, destacou o coordenador e pesquisador do InfoGripe, Marcelo Gomes.

A capital acreana, Rio Branco, também está incluínda na lista de capitais com crescimento na tendêndia a longo prazo, juntamente com:

  • Aracaju (SE)
  • Boa Vista (RR)
  • Brasília (DF)
  • Cuiabá (MT)
  • Curitiba (PR)
  • Florianópolis (SC)
  • Fortaleza (CE)
  • Goiânia (GO)
  • João Pessoa (PB)
  • Macapá (AP)
  • Maceió (AL)
  • Manaus (AM)
  • Natal (RN)
  • Palmas (TO)
  • Porto Alegre (RS)
  • Recife (PE)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • São Luís (MA)
  • São Paulo (SP)
  • Vitória (ES).

 

(mais…)

Comentários

Continue lendo

Geral

Alan Rick comemora declaração de Gladson sobre sua pré-candidatura e exalta Bittar e Mailza

Publicado

em

Alan aproveitou a ocasião para defender a participação de Marcio Bittar (União Brasil) e Mailza Gomes na decisão a respeito da formação da chapa majoritária

O deputado federal Alan Rick (União Brasil) comentou nesta segunda-feira (23) a decisão do governador Gladson Cameli de o apoiar na disputa por uma vaga no Senado Federal nestas eleições de 2022.

Na ocasião, o político argumentou que recebeu a notícia com muita alegria, mas deixou claro que aguarda um posicionamento oficial nas convenções políticas que devem ser realizadas nos próximos dias.

“Fui surpreendido com essa notícia que me deixou muito alegre quando estava cumprindo agenda em Cruzeiro do Sul, mas isso será consolidado nas convenções partidárias que vão acontecer no mês de julho”, afirmou.

“Precisamos ter muita humildade. Não podemos fazer nenhum projeto para ajudar o povo do Acre sem unir forças”, continuou.

Alan aproveitou a ocasião para defender a participação de Marcio Bittar (União Brasil) e Mailza Gomes na decisão a respeito da formação da chapa majoritária.

“É muito importante o senador Marcio Bittar estar junto conosco dentro da formação dessa chapa, sendo reconhecido nesse momento importante, já que destinou tantas emendas para esse Estado e tanto nos ajudou ao lado do presidente Bolsonaro, além da senadora Mailza, que é uma grande parlamentar, amiga, honesta e parceira. Todos devem ser prestigiados. Nós temos uma aliança e ela é indispensável”, finalizou.

Comentários

Continue lendo

Em alta