Réguas de medição localizada em Epitaciolândia registraram aumento do nível - Foto: Alexandre Lima
Réguas de medição localizada em Epitaciolândia registraram aumento do nível – Foto: Alexandre Lima

Os três dias de intensas chuvas contribuiu para o aumento do nível do Rio Acre em Assis Brasil e Brasiléia

IMG_8688
Medição feita no final do dia desta terça-feira, dia 28 na fronteira do Acre – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima, com Wiliandro Derze

A fronteira se encontra em alerta com relação ao nível das águas do Rio Acre. A cota de alerta em Assis Brasil é de 11,30 metros e o nível das águas está em 9,64 metros. Em Brasiléia a cota de alerta é de 9,80 metros e se encontra com 7,61 metros, medição feita às 18h28 e começava a se manter estável. A primeira medição aconteceu às 7h30 desta terça-feira (28), e subiu para 1,31 metros, após 12 horas.

A grande preocupação é com os mananciais e afluentes do Rio Acre que estão cheios e as chuvas que não cessão na região. A região dos países vizinhos, Peru e Bolívia chovem todos os dias o que tem elevado o nível das águas do Rio de forma repentina.

Para o coordenador da Defesa Civil do município de Brasiléia Reginaldo Guerra, todo o monitoramento vem sendo feito e organizado com a interação da Defesa Civil estadual.

Acompanhe o nível dos principais rios acreanos

Assis Brasil – 9,64

Brasiléia e Epitaciolândia – 7,61 metros às 18h28

Xapuri – 7,63 metros

Sena Madureira – Rio Iaco – 11,56 metros

Foto: Alexandre Lima
Foto: Alexandre Lima

Comentários