IMG_0386
Vista do Parque Centenário, quase todo barranco está desmoronando – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Por volta das 7h57 desta sexta-feira, dia 7 de março, as réguas que monitoram o nível do Rio Acre localizadas na cidade de Epitaciolândia, marcavam 11,01cm, cerca de 30 centímetros acima da cota de alerta, faltando a mesma marca para a cota de transbordamento.

Às 8h18 desta sexta, as águas do rio Acre alcançaram 11,01cm - Foto: Alexandre Lima
Às 8h18 desta sexta, as águas do rio Acre alcançaram 11,01cm – Foto: Alexandre Lima

Segundo foi informado, cerca de sete famílias tiveram que ser removidas por terem suas casa alcançadas, já que moram às margens do rio. Também foi informado que teria baixado mais de um metro na cidade de Assis Brasil, na fronteira com o Peru, onde chegou a desabrigar quase 100 famílias.

Apesar das boas novas, as autoridades estão em estado de alerta caso a situação tendesse a se agravar, fato esse descartado por enquanto. Em relação aos postos de gasolina na fronteira, todos receberam cerca de 10 mil litros de combustível e estavam normalizando os abastecimento, sem necessidade de filas.

A cheia repentina nas últimas 48 horas assustou os moradores de Brasiléia e os que moram próximo a ponte em Epitaciolândia. Com notícias vindo de Assis Brasil a maioria se tranquilizaram, mas, não será bom para a Capital a partir de domingo, dia 9.

Os lugares e bairros mais afetados, são os de costume. Em Brasiléia: Rua Olegário França com acesso à Eldorado, Leonardo Barbosa e Samaúma, além dos barrancos próximo ao hospital, Parque Centenário e próximo a ponte metálica. Em Epitaciolândia, o Bairro atingido foi o Beira Rio.

Rua Olegário França, tece seu acesso interrompido para veículos
Rua Olegário França, teve seu acesso interrompido para veículos – Foto: Alexandre Lima

Comentários