Sebastião Viana, ao lado do seu porta voz, Leonildo Rosas – Foto: Divulgação

O deputado federal Wherles Rocha (PSDB), candidato a vice-governador na chapa de Gladson Cameli (PP), ingressará nesta sexta-feira (23) com um pedido de abertura de inquérito no âmbito penal contra o porta-voz do governador Tião Viana (PT), Leonildo Rosas, para averiguar supostas insinuações feitas contra o deputado federal, Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, e também ingressará com um pedido de medidas protetivas para o senador Gladson Cameli, haja vista que, segundo Rocha, Leonildo insinuou que o senador poderia ser assassinado.

Deputado Federal Rocha, do PSDB denuncia porta voz do governo do Acre – Foto: Divulgação

Rocha ingressará com o pedido de investigação criminal às 14 horas, na sede da Policia Federal. “O que ele insinuou ali é muito grave e não podemos deixar esse tipo de coisa passar, principalmente quando se fala em assassinato”, diz.

O que Rocha encara como ameaça e desonra foi uma postagem feita no Facebook por Leonildo Rosas que o deputado tucano deu um “golpe de capoeira” para ser indicado vice de Gladson, referindo-se a supostas rasteiras políticas, afirmou que o ex-governador Romildo Magalhães deixava o funcionalismo sem receber e citou a morte do jovem governador Edmundo Pinto.

“Duas coisas que nem queremos pensar: em atraso de salário e em morte de governador para vice assumir”, finalizou o porta-voz.

Comentários