*A medida teria como objetivo fortalecer a cadeia produtiva após impacto negativo com contaminação do produto

Diante dos prejuízos ocasionados a cadeia produtiva e econômica de açaí na capital acreana, após a divulgação de uma análise apontando a contaminação do produto pelo protozoário que causa a doença de chagas, o vereador Rodrigo Forneck (PT) sugeriu que o Poder Legislativo, em conjunto com o Executivo, viabilizem junto as instituições financeiras a abertura de crédito para reestruturar e fortalecer a produção do açaí.

“Sugiro dialogarmos junto as instituições financeiras acerca da possibilidade da abertura de crédito para a cadeia produtiva do açaí, do pequeno ao grande produtor. Depois de um trauma, toda a cadeia precisa de crédito específico para se reestruturar”, disse ao defender ainda a união entre Município, Estado e Governo Federal diante da problemática.

Forneck pediu também celeridade nas ações, tendo em vista a interrupção nas vendas do açaí. “Acho importante que os três entes federativos se unam numa grande força tarefa e, em um curtíssimo espaço de tempo, possam apresentar aos produtores uma solução. O que não podemos é prejudicar ainda mais a cadeia produtiva, bem como não podemos fazer com que o acreano pare de consumir um produto tão saudável como o açaí”.

Por fim, Forneck parabenizou o trabalho da prefeitura da Capital, por meio da Secretaria de Saúde, acerca da descoberta da contaminação, bem como o chamamento da população para a realização de exame.

“O poder público deu uma resposta a uma problemática. Fez um diagnóstico, apresentou uma resposta, chamou a população para que fizesse os exames necessários (…) não acho que precisamos ter um óbito ou uma doença constatada para se ter uma fiscalização no aspecto da sáude. Se é detectada a presença de fragmentos do protozoário, já tem que fazer da forma como fez para evitar que a população sofra um dano maior, que é a perda de uma vida”, ressaltou o parlamentar. (Ascom CMRB)

 

Comentários