Conecte-se conosco

Geral

Saiu o edital: Emenda da deputada Vanda Milani a Orla do XV é o maior investimento em infraestrutura de Rio Branco

Publicado

em

A deputada federal Vanda Milani (PROS-AC) participou na manhã de hoje, dia 27, do lançamento do edital de licitação da Orla do XV. A parlamentar anunciou ao lado do secretário de infraestrutura, Cirleudo Alencar, que representou o governo do Estado, a obra de maior investimento em infraestrutura urbana de Rio Branco. Orçada em R$ 21 milhões, desse total R$ 17,8 milhões são provenientes de emendas de bancada e R$ 3,7 milhões de contrapartida do Estado. Famílias tradicionais da região prestigiaram o evento.
“Para nós é um motivo de muita alegria porque essa obra é um sonho dos moradores do XV onde nasceu a cidade de Rio Branco. Agradeço muito o empenho do secretário Cirleudo Alencar e toda equipe da SEINFRA, o governo do Estado, a SUDAM e o governo federal”, disse a deputada.
Chiquinho Arara, que há mais de 60 anos mora no bairro XV, fez questão de acompanhar o anuncio dos investimentos. “A única família que olha para o Segundo Distrito trazendo benefícios e a Milani. Essa obra vai resgatar a autoestima e o comércio. Muitos viram suas propriedades desbarrancarem e já não tinham mais esperança, agora a coisa saiu do papel”, disse Arara.
Antônio Carlos, ex-presidente do bairro XV, disse que há muito a população espera pela intervenção. Ele ficou satisfeito com o projeto arquitetônico apresentado no Palácio Rio Branco. “A gente ver que foi pensado em todos os aspectos, não é somente uma obra estrutural, tem um valor histórico-cultural”, disse Carlos.
Dona Suzineide Chalub destacou o trabalho da deputada Vanda Milani. “Ela foi quem mais cobrou o início dessa obra, bateu de porta em porta para o estado não perder recursos. Estamos felizes e cheios de esperança de que agora a coisa vai acontecer”, acrescentou a moradora.
Para o secretário de infraestrutura, a edição extra do Diário Oficial valoriza este momento importante para as pessoas que moram no Segundo Distrito. “Afinal de contas, são mais de 21 milhões que serão investidos nesse local, agregando a mão de obra total e fortalecendo a economia. A modalidade concorrência será feita na sede da Seinfra [na capital]. Esperamos que haja uma ampla concorrência e que vença a melhor e mais qualificada proposta”, enfatizou Cirleudo Alencar.
A Orla do Quinze terá um porto com plataforma para atracagem, uma praça e um museu tecnológico. O projeto foi aprovado pela Caixa Econômica Federal e pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).
A licitação:

O processo licitatório, na modalidade concorrência, foi divulgado em uma edição extra do Diário Oficial do Estado nesta sexta, 27, para que seja aberto o período de inscrição das empresas interessadas e capacitadas para executar o serviço. No dia 29, será realizado o pregão presencial.

Comentários

Geral

Economia solidária e relações comerciais foram destaques na Xapuri Rural Show

Publicado

em

Por Fhaidy Acosta 

Um dos principais atrativos da feira agropecuária Xapuri Rural Show, que foi realizada neste fim de semana no Polo Moveleiro do município, foram os pontos de venda da economia solidária e dos expositores do ramo da agropecuária.

Ao todo foram 14 expositores, 16 feirantes da economia solidaria e mais dez pontos de vendas de produtos, totalizando 40 empreendimentos dentro da feira, além dos vendedores ambulantes.

O governo do Acre, por meio das secretarias de Empreendedorismo e Turismo (Seet), de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict) e de Produção e Agronegócio (Sepa) realizaram a montagem e disponibilização dos espaços da economia solidária e das tendas do evento.

Assurbanipal Mesquita frisou a importância desses eventos para a economia local. Foto: Ascom/Seet

“A participação no evento foi um esforço conjunto das secretarias do Estado, para apoiar e incentivar a realização de eventos como este, que movimentam a cidade e aquecem a economia local”, explanou o titular da Seict, Assurbanipal Mesquita.

 

A feirante veio do município de Capixaba para vender seus produtos. Foto: Ascom/Seet

Ofertando alimentos e produtos oriundos da produção local, os feirantes tiveram um bom fluxo de vendas durante a realização da feira.  A produtora rural Lucrecia de Souza foi uma das vendedoras da economia solidária. Ela contou que saiu de Capixaba pra vender derivados de leite fabricados em sua propriedade.

“Eu gosto de trabalhar na economia solidária, porque alavanca muito as nossas vendas, sendo um ganho a mais para nós. Quando sabemos que terá uma feira, já nos preparamos para participar”, relatou.

A moradora da zona rural de Xapuri Claudete Rodrigues, agradeceu a participação na economia solidária. Foto: Fhaidy Acosta

 

Moradora da zona rural de Xapuri, Claudete Rodrigues relatou que trabalha com a produção de alimentos em sua residência e que sempre que há festividades aproveita para vender seus produtos: “Fui convidada a participar e vi uma boa oportunidade para vender as comidas que já comercializo em minha chácara”, explicou.

A gestor da Sepa destacou o fortalecimento do agronegócio no município. Foto: Ascom/Seet

O titular da Sepa, Edivan Azevedo, enfatiza que o município desponta como um dos principais em produção rural e essa exposição veio fortalecer o agronegócio como um todo. “A feira de Xapuri superou nossas expectativas tanto pela organização o trabalho feito pelo sindicato, e também pela participação dos empreendedores dos expositores em especial a presença dos produtores rurais que frequentaram os três dias da feira, aproveitaram para fazer negócios. Também ocorreu uma maior interação do produtor com entes privados e públicos que possuem assistência técnica e assessoria para prestar como o Senar, Sebrae e a Sepa”, conclui o gestor.

Os expositores relataram os benefícios do evento para a comunidade com relação às vendas. Foto: Fhaidy Acosta.

Sobre o movimento na área agropecuária, os expositores relataram os benefícios do evento para a comunidade com relação às vendas. “O interessante é que a feira movimentou toda a cidade, não só a parte de agropecuária. Então o dinheiro começa a girar e ficar aqui, seja nos supermercados, na área de confecções, alimentos e beleza”,  afirmou a expositora e representante da empresa Arroba Agropecuária, Ane Gabrielle Lima.

Os expositores de outros estados também participaram da Xapuri rural Show. Foto: Fhaidy Acosta

“Trouxemos um cocho com energia solar e automatizado para expor, estamos vindo para o Acre agora e tivemos a oportunidade de participar da feira, que foi muito bacana; fizemos muitos contatos”,  disse o expositor Marcelo Enderle.

“O evento foi muito bem organizado, a diretoria está de parabéns, e os produtores que trouxeram animais seguiram à risca as normas de bem-estar animal”, atestou o médico veterinário responsável pelo evento, Guilherme Viana.

A feira foi promovida pelo Sindicato Rural de Xapuri. Foto: Fhaidy Acosta

“As vendas foram boas, dentro da nossa expectativa, e as agropecuárias foram bem movimentadas. Ainda vamos fazer um levantamento do quanto foi alcançado em volume de recursos. Com relação ao público, as pessoas vinham nos falar que estavam encantados, que parecia a Expoacre. Eu acredito que foi muito bom isso acontecer em Xapuri, vimos que foi um balcão de negócios”, destaca a presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Xapuri, Audilena Novais.

A programação da Xapuri Rural Show contou reuniões de negócios, shows, rodeio, ciclismo e motocross, entre outras atrações. No espaço, expositores da economia solidária, venderam alimentos, artesanato e plantas. Além de bares, restaurantes e lanchonetes, com um leque completo de opções. Já os expositores do segmento da pecuária tiveram espaços disponibilizados desde o pequeno ao grande produtor rural.

Além do governo do Estado, entre os parceiros da iniciativa estão o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), prefeituras de Xapuri e Epitaciolândia, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Federação das Indústrias do Acre, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado Acre (Faeac) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/AC), entre outros.

Comentários

Continue lendo

Geral

TJAC ilumina sede com as cores do arco-íris em homenagem ao Mês do Orgulho LGBTQIAP+

Publicado

em

A homofobia e transfobia foram equiparados com o crime de racismo, por isso são inafiançáveis e imprescritíveis

O respeito e tolerância são valores essenciais para a convivência humana. No Mês do Orgulho LGBTQIAP+ é preciso reafirmar a importância de garantir direitos e respeitar a diversidade, por isso a sede administrativa do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) está iluminada com as cores do arco-íris para externar essa mensagem.

A desembargadora Waldirene Cordeiro enfatizou que desde 2019 o Supremo Tribunal Federal determinou que a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero passe a ser considerada crime. Então, o combate à homofobia, discursos de ódio e violência é o caminho para construir uma sociedade livre de preconceitos e igualitária.

A sensibilização também conta com o apoio do Comitê da Diversidade, presidido pela desembargadora Regina Ferrari, “é preciso realizar ações afirmativas em defesa de direitos e de grupos excluídos, marginalizados e por muitas vezes violentados, como é o caso das pessoas LGBTQIAP+. Amar e o amor tem que ser universalizado”.

 Miriane Teles | Comunicação TJAC

Comentários

Continue lendo

Geral

MPAC lança edital para contratação de estagiários de nível superior

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) lançou nesta segunda, 27, o edital de abertura do I processo de avaliação e seleção de estagiário para o preenchimento de vagas e a formação de cadastro de reserva de estágio de estudantes de nível superior. O edital de lançamento foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Danilo Lovisaro do Nascimento.

As inscrições serão realizadas no período de 27 de junho até às 23h59min do dia 07 de julho de 2022, exclusivamente via internet, pelo site www.mpac.mp.br. As vagas são destinadas aos cursos de Arquitetura, Biologia, Ciências Contábeis/Contabilidade/Economia, Comunicação Social, Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Engenharia Florestal, Serviço Social, Saúde Coletiva, Psicologia, Rede de Computadores, Sistemas de Informação, Administração e Direito.

Ao todo, 40 vagas estão disponíveis para os municípios de Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Bujari. A carga horária de trabalho é de 30 horas semanais, com bolsa mensal no valor de um salário mínimo acrescido de auxilio transporte. Os candidatos devem estar devidamente matriculados em instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e ter disponibilidade de trabalho de 6 horas diárias.

O estágio terá vigência de um ano, prorrogável uma única vez por igual período, exceto para pessoas com deficiência, nos termos do art. 11 da Lei n.º 11.788/2008. O processo seletivo será composto de prova de múltipla escolha de caráter classificatório e eliminatório, a ser realizada na data única de 24 de julho de 2022.

Clique aqui e confira o edital de abertura.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Comentários

Continue lendo

Em alta