Em reunião na sexta-feira, projetos prioritários do governo foram entregues aos parlamentares

Durante encontro com parlamentares da bancada federal do Acre na tarde desta sexta-feira, 4, o governador Gladson Cameli foi enfático ao afirmar que não concorda com o fatiamento das emendas federais e que o novo modelo de divisão de recursos aprovado recentemente pelo Congresso Nacional será prejudicial aos investimentos que estão previstos para o próximo ano.

Cameli fez questão de agradecer o apoio dado pelos deputados federais e senadores ao seu governo nestes dez meses e disse acreditar que os parlamentares, apesar das mudanças relacionadas a distribuição de emendas, estão cientes dos anseios da população e farão todo esforço para apoiar os ousados investimentos do governo estadual para os próximos anos.

“A bancada federal tem nos ajudado bastante e aqui quero deixar registrado o meu agradecimento aos nossos deputados federais e senadores. Independente de cores partidárias, temos o mesmo objetivo de poder ajudar e melhorar a vida da população. Deixo o meu pedido aos nossos parlamentares que continuem utilizando o modelo antigo de destinação de emendas para que possamos ter os recursos necessários para colocar em prática os nossos projetos e mudar a vida das pessoas para melhor”, pontuou o governador.

Governador Gladson Cameli agradeceu ajuda da bancada federal e pediu empenho dos parlamentares na liberação de recursos para melhorar a vida da população Foto: Marcos Vicentti/Secom

O deputado federal Alan Rick assegurou ao governador Gladson Cameli que o objetivo dos parlamentares é contribuir com o desenvolvimento do estado e adiantou que os recursos serão debatidos com os demais representantes acreanos de modo que os investimentos previstos pelo governo não sejam prejudicados.

De acordo com o coordenador da bancada federal acreana, senador Sérgio Petecão, o encontro com os gestores é de fundamental relevância para conhecer os projetos de interesse do estado e municípios para que os parlamentares possam trabalhar e assegurar os recursos necessários.

Senador Sérgio Petecão é o atual coordenador na bancada federal do Acre Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Esta reunião é a mais importante porque vamos receber as propostas do governo, das prefeituras e outras instituições. Isso é muito importante para termos esse diálogo direto com os gestores e espero que possamos tirar bons encaminhamentos no sentido de dar uma certa celeridade nos projetos que serão entregues para que possamos a nossa parte em Brasília. O sentimento de todos aqui é poder ajudar o nosso estado”, explicou.

O evento realizado na sede da Associação dos Municípios do Acre (Amac) contou ainda com a participação do deputado federal Manuel Marcos, de secretários estaduais, prefeitos municipais e representantes de outras instituições públicas.

Projetos prioritários do governo são entregues aos parlamentares

Coube ao governador Gladson Cameli apresentar aos parlamentares os arrojados investimentos que estão previstos para os próximos anos. Grandes obras estruturantes, que melhorarão a vida das pessoas e contribuirão para reerguer a economia local por meio da geração de empregos, são tratadas com absoluta prioridade.

A construção de pontes nos municípios de Sena Madureira e Xapuri, viadutos e novo anel viário em Rio Branco, a nova orla de Cruzeiro do Sul e reconstrução das rodovias estaduais fazem parte de um grandioso pacote de obras previsto para ser executado a partir do ano que vem.

Projetos prioritários para captação de emendas parlamentares foram apresentadas pelo governador Gladson Cameli (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Melhorar a rede estadual de saúde é um desafio que o governador Gladson Cameli não tem medido esforços para garantir atendimento digno a população. Entre os projetos que beneficiam este setor estão reformas e modernização de hospitais, aquisição de equipamentos e conclusão de obras inacabadas deixadas pela gestão passada.

Na área do agronegócio, um dos pilares deste novo momento que o Acre vive, projetos que visam ampliar a produção agrícola também estão prontos e no aguardo de recursos federais para serem colocados em prática.

“Fizemos uma série de estudos para buscar emendas para que a Sepa possa trabalhar com as prefeituras de acordo com a demanda de cada município, temos projetos focados em estratégias consideradas cruciais para o estado, como a questão do controle a febre aftosa, da estruturação da cadeia produtiva do café, fortalecimento de cooperativas, associações e diversificação da exportação da castanha, enfim, temos uma série de projetos para que possamos, de fato, implementar o agronegócio sustentável no Acre”, salientou o secretário de Estado de Produção e Agronegócio (Sepa), Paulo Wadt.

Em relação à segurança pública, a intenção é fortalecer as forças policiais no combate à criminalidade. Na capital, a proposta é ampliar o videomonitoramento e aperfeiçoar o cerco eletrônico no registro de entrada e saída de veículos. Os projetos asseguram ainda reformas de quarteis da Polícia Militar e delegacias da Polícia Civil, criação de vagas nos sistemas penitenciário e socioeducativo, aquisição de novas viaturas policias especializadas para atuação na zona rural e ainda a implantação de centros integrados de segurança que aumentarão a presença da polícia e do Corpo de Bombeiros no interior do estado.

Reunião aconteceu na sede da AMAC Foto: Marcos Vicentti

“As emendas parlamentares são fundamentais para a implementação das políticas públicas e a sensibilidade dos deputados federais e senadores é essencial para compreender que segurança pública é prioritária para o exercício de qualquer atividade do cidadão. E esta oportunidade que estamos levando para os integrantes da bancada são R$ 72 milhões em projetos que contemplam a construção de 14 centros integrados nos municípios interioranos que possibilitarão a otimização do atual serviço policial, maior presença efetiva de policiais e possibilitará que o Corpo de Bombeiros amplie sua cobertura em todo o estado”, frisou o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Paulo Cezar Rocha dos Santos.

Comentários