Petecão disse que já comunicou ao deputado Wherles Rocha (PSDB) que o PSD não abrirá mão de indicar o secretário de Agricultura.
Gina Menezes

O senador Sérgio Petecão afirmou à reportagem da Folha do Acre na tarde desta segunda-feira (3) que se a direção estadual do PSD não for contemplada com a pasta da Agricultura a sigla estará fora do futuro governo Gladson Cameli.

O senador afirmou que o governador eleito Gladson Cameli (PP) empenhou a palavra de que caberia ao PSD a indicação ligada à área produtiva, que a família dele rejeitou o cargo que foi oferecido à esposa dele, professora Marfisa Galvão, e citou que abandonou o projeto da Frente Popular justamente na transição do petista Binho Marques, segundo ele, por uma atitude desrespeitosa dos aliados.

_______________

Petecão afirmou, ainda, que espera que Gladson Cameli se lembre de que foi aliado e acreditou na candidatura do progressista quando ele sofria fogo amigo, até mesmo dentro do PP.

________________

“Quando o Gladson estava f… quem deu a cara fui eu. Todo mundo querendo derrubar ele, O PMDB e até o PP dele querendo derrubar, quem segurou o tranco foi o Petecão, mas não tem problema não. Jamais iremos atrapalhar o governo dele” diz.

Petecão disse que já comunicou ao deputado Wherles Rocha (PSDB) que o PSD não abrirá mão de indicar o secretário de Agricultura.

“Faz umas três semanas que comuniquei ao Rocha que não iremos abrir mão. Temos que lembrar que Gladson assumiu um compromisso com o PSD que a indicação ligada à produção ficaria com o partido e nós indicamos um nome técnico, que o engenheiro Nilton Craveiro e um político que o Jairo Carvalho”, diz.

A respeito de ser convidado a ocupar outros espaços, Petecão não afirmou para qual cargo sua esposa foi convida, mas frisou apenas que não há interesse.

“Ofereceram um cargo para a Marfisa, mas não estamos atrás de cargos não. Não quero arrumar a vida da minha família não. A questão está em cumprir o que foi acordado. No governo do Binho a gente também saiu na transição por conta de uma atitude desrespeitosa com o Carlos Coelho”, relembrou.

PSDB também quer indicar nome para a Produção

Por telefone, a deputada recém-eleita pelo PSDB, Mara Rocha, confirmou o interesse da sigla em indicar o nome ligado a área de produção.

“Estamos pleiteando sim a Secretária de Produção. Temos um nome muito qualificado para o cargo. Paulo Wadt, pesquisador do CNPQ, pesquisador da Embrapa. Professor do Mestrado e Doutorado em Agronomia das Universidades Federais do Acre e de Rondônia, membro da Sociedade Brasileira de Pesquisa de Solos. Mestre e Doutor em Agronomia e pós-doutorado pela Universidade da Flórida nos EUA”, frisou.

Comentários