“Se tivermos uma decisão contrária será um caos”, diz Edvaldo sobre ADI dos servidores

Deputado Edvaldo Souza Da redação, com Gina Menezes O deputado Edvaldo Souza (PSDB) foi dos poucos parlamentares que usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na manhã de...

Deputado Edvaldo Souza
Deputado Edvaldo Souza

Da redação, com Gina Menezes

O deputado Edvaldo Souza (PSDB) foi dos poucos parlamentares que usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na manhã de quarta-feira (20) para falar da expectativa pela votação da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3609, que trata sobre a demissão dos 11 mil servidores acreanos.

Souza afirmou que se a decisão for contrária aos interesses dos acreanos, será um caos para o estado. “Já temos um nível de desemprego muito grande; se esta votação for contrária aos acreanos, será um desastre”, declarou.

O parlamentar afirmou que o Acre não suporta mais um número tão grande de desempregados.
“Já temos 73 mil famílias que vivem apenas de Bolsa Família. É desesperador imaginar mais desempregados”, disse.

Edvaldo afirmou que está torcendo para que a decisão seja favorável aos acreanos. A modulação foi proposta pelo ministro Dias Toffoli, relator da ADI, através da qual a Procuradoria- Geral da República impugnou a efetivação desses servidores.

O ministro propôs modular os efeitos da decisão, para que somente tenham eficácia a partir de 12 meses contatos da data da publicação da ata de julgamento, tempo que o Acre teria para preencher o quadro com servidores concursados.

Comentários