Com informações do ac24horas

“Prometo cumprir as constituições, preservar as leis e promover o bem geral do povo acreano”. Com esse juramento constitucional o governador Sebastião Viana e sua vice Nazaré Araújo foram empossados nos primeiros minutos desta quinta-feira, dia 01 de janeiro de 2015, no momento da queima dos fogos da virada de ano.

Momentos antes da posse, Sebastião falou com a imprensa e disse que vai conduzir o Acre com metas principalmente na economia e no desenvolvimento social.

O petista lembrou que 2015 é um ano de aperto e ajustes fiscais, porém lembrou que o papel dele “é o controle fiscal adequado e firme”.

“Quero conduzir o Acre cada vez mais com um esforço de simplicidade, trabalhando cada vez mais próximo das pessoas. O ano que vem é um ano de austeridade, um ano de ajustes. Nós temos uma Europa saindo de um coma econômico vamos dizer, a América Latina também, e o Brasil com suas dificuldades. E o meu papel é o controle fiscal adequado e firme”, disse.

111-Posse-in

Sebastião Viana também comentou a relação com a Aleac, onde ele terá o apoio certo de 15 deputados, contra 9 da oposição. O governador destacou ainda que todo governo vive de alianças e não descarta alianças com oposicionistas para governar o Acre.

“Nós já estamos com 15 e com diálogos podemos chegar a 17 e quem sabe 18 apoiadores demais. Isso é apoio demais. A boa conversa, o café. Governar hoje é democracia e política de aliança”.

Já o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Elson Santiago, que se despede do parlamento, se disse feliz por estar empossando o “amigo Tião Viana”. Foi o último importante ato no comando dele na Casa.

“É com muito carinho e muito orgulho que estamos aqui para dar posse ao nosso amigo Tião Viana como governador do Acre e a nossa amiga Nazaré Araújo”, destacou.

Após um rápido discurso, de pouco mais de três minutos, do governador Sebastião Viana, Elson Santiago encerrou a sessão. Apressado, Sebastião Viana seguiu direto para o aeroporto de Rio Branco, de onde embarcou em voo comercial para Brasília para acompanhar ainda hoje a posse da presidente reeleita Dilma Rousseff.

Comentários