DSC_6389

Aldenice Ferreira quer garantir ajuste e aprimoramento das estratégias de saúde para garantir um atendimento cada vez melhor à população

WILIANDRO DERZE, assessoria PMB

A secretária municipal de saúde de Brasiléia, Aldenice Ferreira se reuniu com a equipe da Vigilância Epidemiológica e Imunização para adequar as estratégias de ações em todas as regionais. O objetivo é aprimorar e reavaliar os trabalhos que vem sendo desenvolvido e corrigir falhas existentes, garantindo uma melhor eficiência aos atendimentos a população.

A reunião entre a equipe da vigilância destacou que se deve reforça os trabalhos e atenção às equipes dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS, já que os mesmo lidam diretamente com a população fazendo as visitas domiciliares e cuidando da cobertura vacinal que é de grande importância para as metas dos indicadores de saúde.

Outra pauta debatida durante a reunião foi a respeito das investigações de óbitos no município, que desde 2008 estavam totalmente desatualizadas e em menos de oito meses de gestão, depois de muito trabalho foi atualizada. Os prontuários para investigação estavam pendentes de 2008 a 2012.

Para a secretária de saúde, as diversas reuniões que tem feito são para garantir os ajustes necessários para a população obter o serviço de saúde cada vez melhor.

“Estamos revendo a cada dia nossas estratégias, tendo em vista que na saúde muitas vezes temos que ajustar algumas ações e aprimorar outras. Nossa equipe vem trabalhando constantemente para garantir um serviço de saúde cada dia melhor aos usuários. Recebemos o sistema de saúde do município com muitos problemas e com condições deficitárias, mas conseguimos arrumar a casa e estamos dando garantia aos serviços essenciais”, explicou Aldenice Ferreira.

De acordo ainda com a secretária prova dos avanços obtidos até o momento é que todas as Unidades de Saúde disponibilizam de dois médicos e uma equipe de enfermeiros e auxiliares de enfermagem. Ela destacou que no Centro de Saúde Fernando Correia existem 4 médicos, sendo 3 clínicos geral e um ginecologista, além de toda uma equipe de apoio.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica e Imunização, Leila Franco comentou que o objetivo das reuniões solicitadas pela secretária é encontrar as melhores estratégias para garantir um melhor atendimento à população sempre.

“A secretária mudou muito a cara da saúde do município quando deu as condições necessárias para as Unidades e os Centros de Saúde realizarem os atendimentos. A situação era critica e essa gestão garantiu as condições básicas de saúde a população”, frisou Leila Franco.

Segundo a secretária existem alguns problemas que precisam ser ajustados, mas é preciso o entendimento dos Poderes Públicos.

“A população não sabe que para a compra de medicamentos que vai para as Unidades e Centros de Saúde, existe o apoio do Ministério da Saúde, mas a contra partida do município é quase o valor total. O município gasta cerca de R$ 140 mil com medicamentos todos os meses. A compra de remédios deve ser feita de forma tripartite, Município, Governo do Estado e Governo Federal. O Governo do Estado este ano não repassou um centavo para a compra de medicamentos, sendo que de acordo com a regulamentação deveria ser repassado todos os meses. Isso não vem acontecendo e não sabemos ainda por quais motivos”, destacou Ferreira.

Aldenice disse ainda, que mesmo havendo muitos avanços as possíveis falhas que existirem serão corrigidas, e que está reunindo com as equipes das diversas áreas da saúde para garantir bons resultados e a satisfação da população de Brasiléia.

 

Comentários