Mais de 20 homens fortemente armados e até helicóptero ‘estrelinha’ foi usado para capturar foragido

Alexandre Lima

Foi um trabalho digno de cinema. O homicida acusado de matar uma jovem de 15 anos no mês de novembro passado ao tentar defender sua mãe que namorava com acusado, foi golpeada por cerca de três vezes e não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Elivan Verus da Silva, de 32 anos, fugiu tomando rumo ignorado e passou a se esconder pelas matas e até do lado boliviano, onde dificultava sua prisão pelos poucos agentes da delegacia da pequena cidade de Xapuri, a ‘Princesinha do Acre’.

O fugitivo se aproveitou das noites para fazer incursões na cidade e até visitar supostas namoradas, com a certeza da impunidade perante a lei. Foi com um telefonema anônimo que o delegado titular, Antônio Carlos Marques Melo, conhecido por “Carioca” pelo colegas, resolveu averiguar.

Chegada de Elivan no hospital para ser atendido nos ferimentos no abdômen e perna.
Chegada de Elivan no hospital para ser atendido nos ferimentos no abdômen e perna.

Ao chegar no local e perceber o fugitivo, teria dado voz de prisão mas, foi surpreendido por Elivan que sacou de uma espingarda e efetuou o disparo primeiro e acertou o delegado nas costas e numa das pernas. Este teria sacado sua pistola e efetuado tiros e acertado o meliante no abdômen, mas teria conseguido entrar no carro e conseguiu fugir.

Após ser transferido para a Capital e passar por operação, o estado de saúde do delegado é considerável como critico. Médicos do Hospital de urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), não dão muitas informações sobre o paciente, mas segundo servidores do centro de saúde, Carioca precisou receber várias bolsas de sangue durante a noite, e, ainda durante o dia, o quadro, apesar de se manter estável, foi acompanhado de perto pelos plantonistas da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Após o atentado contra o delegado, a Secretaria de Segurança do Acre mobilizou uma grande força tarefa, onde envolveu agentes das cidades de Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri, Rio Branco, BOPE e PRF, além do apoio do helicóptero ‘estrelinha’, para localizar e prender o fugitivo.

O acusado foi localizado dentro de um grotão ferido pelos tiros e após cercado, foi algemado e legado para a delegacia da cidade. Elivan foi conduzido para o hospital onde foi medicado e preparado para ser transferido ao presídio estadual Francisco de Oliveira Conde, onde ficará a disposição da Justiça até seu julgamento.

Elivan foi ferido no abdômen e perna
Elivan foi ferido no abdômen e perna
Operação contou com um grande efetivo de homens.
Operação contou com um grande efetivo de homens.

Comentários