Por Eldson Júnior – SECOM/PMB

Pouco menos de um mês após encontrar o fóssil de um réptil as margens do Rio Acre, o pescador José Militão e seu filho Robson continuaram a busca de partes do (Purussaurus brasiliensis) Purussaurus, com ajuda de terceiros, obtiveram sucesso.

A segunda descoberta foi feita poucos metros de onde encontraram a primeira, que agora completa a cabeça do animal que está extinto há oito milhões de anos.

O pescador José Militão fala da satisfação em encontrar a segunda parte do fóssil “Continuei a busca porque a gente achava que tava o resto da cabeça, e cavando consegui encontrar o crânio dele (Purussaurus) e fiquei muito contente porque agora tem uma cabeça inteira”, ressalta José.

Uma equipe de pesquisadores da UFAC liderada pelo paleontólogo Jonas Filho, esteve no local onde realizaram a extração do fóssil levando para os procedimentos cabíveis no campus da universidade na capital.

“Estamos aqui pra resgatar o crânio. Onde naquela ocasião foram levado as mandíbulas e o crânio tinha ficado, onde foi feita uma segunda escavação. Agora a cabeça esta completa com mandíbula e o crânio”, disse paleontólogo Jonas Filho.

Escala de tamanho do Purussaurus brasiliensis comparado com outros Super Crocs – WIKIPEDIA

Comentários