Conecte-se conosco

Extra

Segurança na fronteira é pauta de debate na 32ª sessão na câmara de Brasileia

Publicado

em

Foi realizada nesta quarta-feira (03), a 32ª sessão do Primeiro ano legislativo da 15ª legislatura do município de Brasiléia no Plenário José Cordeiro Barbosa, presidida pela presidente Arlete Amaral (SD), com a presença dos vereadores Elenilson Cruz (PT), Jurandir Queiroz (PROS), Leomar Barbosa (PSD), Leonir Castro (PP), Lessandro Jorge (PT), Marinete Mesquita (PT), Marquinhos Tibúrcio (MDB), Neiva Badotti (PSB), Rogerio Pontes (PROS).

Durante a sessão vários vereadores fizeram indagações a respeito da segurança na fronteira, pediram que medidas eficazes sejam tomadas por parte dos governantes, pois atualmente o sentimento que fica é de insegurança na região. Tendo em vista a grande ocorrência de delitos ocorridos, e com rotas de fugas as pontes para o lado boliviano.

No grande o expediente os vereadores fizeram indicações de melhorias para infraestrutura urbana e rural, reforma de pontes, melhorias de ramais, saúde, educação e segurança.

Vereadora Neiva Badotti (PSB)

Vereadora Neiva Badotti (PSB): A parlamentar no uso de suas atribuições, iniciou sua fala, relatando algumas informações a respeito da clínica do rim que fica em Brasiléia, foi informado para a nobre edil que houve um erro por parte do proprietário da clínica, que registrou a clínica com outro CNPJ, diferente da clínica do rim em Rio Branco que já tem convênio com o estado, dificultando assim que o governo do estado faça contratação com este novo CNPJ, pois caso o governo do estado faça isso irá responder perante as autoridades, devido a toda esta problemática a clínica do rim ainda não foi inaugurada.  Não por um erro do governo do Estado, mas sim por um erro do próprio proprietário da clínica. Dando segmento a sua fala a vereadora comenta a situação do orçamento, destaca a importância da votação do mesmo para toda a população, e cobra que seja dado um pontapé inicial para que aconteça os debates por parte dos nobres vereadores. Dando início a seus pedidos solicita do poder executivo a lei que autoriza a contratar financiamentos, que seja encaminhado em caráter de urgência para câmara. Finaliza reforçando a ideia de que os vereadores se reúnam para discutir a respeito do orçamento.

Vereador Jurandir Queiroz (PROS)

Vereador Jurandir Queiroz (PROS): O parlamentar no uso de suas atribuições, Iniciou suas palavras, felicitando os vereadores Lessandro Jorge e Marinete Mesquita pela passagem de seus respectivos aniversários. O parlamentar parabeniza as ações itinerantes realizadas pelo Detran recentemente em Brasiléia, mas ao mesmo tempo o vereador entende a necessidade de que o Detran possa estar atendendo o público normalmente novamente todos os dias sem precisar de agendamento, tendo em vista a notória diminuição da pandemia. Solicita que a prefeitura através da secretaria de obras possa estar realizando a implantação de iluminação pública nos arredores do antigo hospital Raimundo Chaar, pois atualmente o local se encontra em total escuridão trazendo riscos para quem transita no local. Dando prosseguimento a sua fala o nobre edil demonstra seu descontentamento em relação à segurança no estado em especial em Brasiléia e Epitaciolândia por se tratar de uma área de fronteira, segundo ele a segurança chegou ao fundo do poço, o mesmo cobra medidas por parte do governo. Solicita que seja enviado um comunicado ao diretor do hospital para que o mesmo venha a esclarecer alguns problemas relacionadas ao hospital regional. Finaliza sua fala demonstrando o seu repúdio em relação a viagem do governador e sua comitiva para o exterior tendo em vista o alto valor gasto na viagem.

Vereador Lessandro Jorge (PT)

Vereador Lessandro Jorge (PT): O parlamentar no uso de suas atribuições, começou sua fala, agradecendo a todos os familiares amigos que o parabenizaram pela passagem de seu aniversário. O parlamentar relata seu descontentamento em relação à segurança pública, segundo ele a segurança está retroagindo, a partir do momento que o governo tirou o CIOSP dos municípios ele regrediu a segurança do estado, com essa retirada apenas dificultou o trabalho dos militares, tendo em vista a demora para serem repassadas as informações para os agentes. Solicita que o governador possa intermediar uma conversa com o governo federal para verificar a possibilidade de o exército ir para fronteira, na divisa Brasiléia com a Bolívia, tendo em vista a alta taxa de roubos no município, tomando sempre como rota de fuga a fronteira em específico a ponte Wilson Pinheiro. De oportuno pede que a prefeita Fernanda Hassem possa estar tentando um diálogo com governo para que aconteça o retorno do CIOSP para o município de Brasiléia.

Vereador Leomar Barbosa (PSD)

Vereador Leomar Barbosa (PSD): O parlamentar no uso de suas atribuições, iniciou suas palavras, mostrando um vídeo de um morador do ramal do km 18 que em parte se encontra em más condições. O parlamentar pede que melhorias aconteçam, e que sejam realizadas com qualidades no trecho. Dando continuidade solicita que seja enviado um documento para o DEPASA pedindo que o órgão posso tomar providências e solucionar o problema de um cano estourado que vem causando transtornos para a população, que está localizado na rua Frank Andrade da Rocha, tendo em vista que foi um problema que eles mesmos produziram e até o presente momento não retornaram para realizar os devidos reparos. Solicita também que seja instalado iluminação pública na rua São João, localizada no bairro Marcos Galvão 1, levando em conta a atual situação de escuridão que o trecho em questão se encontra trazendo assim riscos para quem mora e quem trafega na rua, que a equipe de iluminação pública viabilize tal melhoria. Seguindo suas indicações o parlamentar solicita a equipe de iluminação pública possa estar acionando a ENERGISA para que o órgão possa estar instalando a linha de baixa tensão, para que os moradores e quem transita no beco do pastor José Laércio, no bairro José Moreira, possa ter mais acessibilidade e segurança à noite, solicita ainda que seja realizado um paliativo na mesma localidade.

Vereadora Marinete Mesquita (PT)

Vereadora Marinete Mesquita (PT): A parlamentar no uso de suas atribuições, deu início ao uso da tribuna, relatando sobre a inércia do governo do estado em relação à segurança e saúde, pois segundo a vereadora essas duas pastas estão deixando muito a desejar por parte do atual governador, compartilha ainda a responsabilidade com os governantes anteriores. Dando seguimento a vereadora se associa ao pedido do vereador Leomar Barbosa, para que venha acontecer melhorias no ramal do quilômetro 18, sobretudo na ponte que se encontra em situação delicada. A nobreza Edil relata a situação difícil que passa o bairro José Braúna, principalmente no que se refere a situação de suas ruas que se encontram em situação precária, com isso solicita que ações imediatas aconteçam, pois, o inverno se aproxima e a tendência é piorar a situação. A parlamentar pede que seja revista a qualidade dos trabalhos realizados na rua dos catraieiros afirma que o trecho necessita de melhorias em toda sua totalidade, que a secretaria de obras possa retornar na rua para analisar a situação. A parlamentar ressalta o ótimo trabalho realizado pela secretaria de obras através de sua equipe no ramal da Cajazeira, e de oportuno pede que a secretaria de obras retorne ao local para realizar melhorias na ponte que fica bem próximo à casa da Aldeci, tendo em vista que atualmente sua situação não é das melhores. Finaliza relatando que está estudando bastante a respeito do plano plurianual, tendo em vista a grande importância do mesmo para o município.

Vereador Marquinhos Tibúrcio (MDB)

Vereador Marquinhos Tibúrcio (MDB): O parlamentar no uso de suas atribuições, iniciou suas palavras parabenizando os vereadores Lessandro Jorge e Marinete Mesquita que no último dia (02) comemoraram os seus respectivos aniversários. Começou suas indicações solicitando que o governo do estado faça uma redução no valor do ICMS cobrado nos combustíveis, tendo em vista o alto preço cobrado no valor do combustível para o consumidor final. Seguindo suas palavras o vereador parabeniza o senador Márcio Bittar pela boa vontade e por sua vinda em Brasiléia onde se comprometeu a trazer emendas para o município. Solicita da prefeitura que através da secretaria de obra venha realizar um trabalho de ligação do KM 69, ramal do Picadão até o ramal do km 75, tendo em vista que os moradores estão solicitando essa ligação a algum tempo. Solicita ainda que a prefeitura veja uma forma de dar maior escoamento para água no bairro Alberto Castro, tendo em vista a problemática que acontece quando ocorre as chuvas, causando transtornos aos moradores do bairro. Finaliza sua fala relatando a respeito da segurança pública, expressa seu descontentamento com a segurança atualmente, relata a importância de medidas para frear a onda de delitos que vem acontecendo principalmente em Brasiléia por se tratar de uma área de Fronteira, e de oportuno solicita ao órgão responsável que veja a possibilidade do exército está ficando na fronteira, mais precisamente na ponte que liga Brasiléia a Bolívia.

Vereador Rogerio Pontes (PROS)

Vereador Rogerio Pontes (PROS): O parlamentar no uso de suas atribuições, Começou sua fala, expressando seu descontentamento em relação a firma terceirizada que presta serviço para o estado chamada Tecserve, onde a mesma contratou pessoas para trabalhar e há mais de dois meses os funcionários estão sem receber seus salários, o parlamentar pede que a firma possa realizar o pagamento dos salários dos funcionários que estão em atraso. Solicita que seja encaminhado um documento para o secretário de obras buscando saber qual o motivo da paralisação das obras de extensão de rede de água no bairro Nazaré. O vereador demonstra estar ansioso para que o senador Márcio Bittar honre sua palavra e aloque as emendas que prometeu, entre elas está incluída uma emenda para construção de uma ponte nova entre os municípios de Brasiléia e Epitaciolândia. O Nobre edil parabeniza os trabalhos que vem acontecendo no município de Brasiléia E de oportuno deseja melhoras para prefeita Fernanda Hassem que recentemente foi ferrado por uma arraia.

As sessões são transmitidas ao vivo pela Internet, no Facebook Câmara municipal de Brasiléia e no Portal Legislativo: camaramunicipaldebrasileia.com.br

Comentários

Extra

Prefeita Fernanda Hassem recebe General Ubiratan Poty, diretor do Programa Calha Norte

Publicado

em

SECOM

O General Ubiratan Poty, Diretor do Programa Calha Norte do Ministério da Defesa foi recebido pela Prefeita Fernanda Hassem, na manhã desta quarta-feira, 8, na sede da Prefeitura de Brasiléia.

O General Poty prestou grande apoio à população do município no ano de 2012, em virtude da grande enchente que resultou em centenas de famílias desabrigadas e a parte central da cidade completamente tomada pela água do Rio Acre.

Na ocasião, o General Poty esteve prestando total assistência ao município, juntamente com o exército brasileiro, onde em ação conjunta entre forças de segurança e prefeitura de Brasiléia, as famílias acometidas pela alagação puderam ser transladas das áreas inundadas.

Através de convênios firmados entre o Ministério da Defesa e os Estados e municípios, o General Ubiratan Poty, à frente da Diretoria do Programa Calha Norte também emprega recursos oriundos de Emendas parlamentares para Brasiléia, no atendimento à projetos de infraestrutura básica e aquisição de equipamentos.

Muito emocionada, a Prefeita Fernanda Hassem entregou Certificado de Homenagem ao General. ” O General Poty foi muito importante num momento muito difícil em nossa cidade, em virtude da alegação. Através do Programa Calha Norte, o General atende não somente Brasiléia, mas todos os municípios do Acre, recebendo de um por um todos os Prefeitos em Brasília. Nosso sentimento ao General Ubiratan Poty é de gratidão”, afirmou.

O General Poty fala a respeito da homenagem. “Em 2012 pudemos ajudar muitas famílias que passavam por momento difícil, perdendo praticamente tudo que possuíam. Foi uma ação conjunta naquele momento bastante delicado para a população. Fico muito honrado com esse reconhecimento por parte da Prefeita Fernanda Hassem, que sempre está conosco em Brasília, seja representando o município ou como Vice-presidente da Associação dos Municípios do Acre (AMAC), buscando viabilizar recursos”, finalizou.

 

Comentários

Continue lendo

Extra

Produtor de frango tem prejuízo de aproximadamente R$ 150 mil devido queda de energia

Publicado

em

Produtor Alcimar se deslocou até a cidade para prestar queixa e procurar advogado, já que a Energisa não prestou ajuda – Foto: Alexandre Lima

O produtor de frango que mora no km 20 da Estrada Velha, Ramal Chico Mendes, Colônia Sossego, na zona rural de Epitaciolândia, teve um prejuízo de aproximadamente R$ 150 mil reais cerca de dois dias atrás, quando sua propriedade sofreu um apagão na energia elétrica que durou cerca de seis horas.

Segundo o proprietário, Alcimar de Souza, tudo aconteceu na madrugada de domingo para segunda-feira desta semana. Foi pego de surpresa com a queda da energia que abastece os galpões onde cria frangos para o abatedouro localizado na fronteira.

16 mil frangos não suportaram cerca de 6 horas no calor e morreram – Foto: Cedida

Conta que ainda conseguiu salvar cerca de 6 mil frangos, mas, já deveria entregar quase todos para o abate na semana que vem. Reclama que entrou em contato com a empresa e não recebeu nenhuma ajuda, a não ser, conselho para descartar por conta própria, todos os frangos mortos.

Graças a ajuda de vizinhos, foi possível retirar todos do local e jogar em um buraco cavado na propriedade. Seu Alcimar se deslocou até a cidade de Epitaciolândia, onde prestou queixa e procurou um advogado, para entrar com o um processo contra a empresa Energisa e tentar ser ressarcido do prejuízo que lhe foi causado.

“Somente mês que vem, já tenho uma parcela pra pagar de R$ 26 mil no banco. Além de outras contas como energia e demais despesas. Peço a Deus para poder ter esse ressarcimento e cobrir o prejuízo devido essa falta de energia”, desabafou.

Veja matéria completa em vídeo com o produtor abaixo.

Comentários

Continue lendo

Extra

Inquérito de cocaína apreendida em van segue em segredo de justiça

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

Segue em segredo de justiça o procedimento investigativo aberto há mais de três meses pela Polícia Civil de Brasiléia que resultou na apreensão de 156 quilogramas de cocaína pura, ocorrida na última quinta-feira (2), na BR-317. A apreensão foi feita pelo Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

A droga estava sendo transportada por um homem de 27 anos, de iniciais S.A.C., que se dirigia a Rio Branco como passageiro de um veículo da Secretaria Municipal de Saúde de Brasiléia que faz o transporte de pacientes renais para a realização de sessões de hemodiálise ou consultas na capital. Ele era um desses pacientes.

A polícia investiga se o acusado, que já teve a sua prisão em flagrante convertida para prisão preventiva, teve ajuda de outras pessoas para transportar a droga. Ele embarcou no carro oficial, supostamente sozinho, cinco bolsas abarrotadas do entorpecente classificado como de alta pureza por perícia feita pela Polícia Federal.

A delegada responsável pelo caso, Carla Ivane de Britto, que também é coordenadora da Polícia Civil na Regional do Alto Acre, disse ao ac24horas que por haver outras pessoas envolvidas, o procedimento segue em curso, não sendo desconsiderados nenhum dos que figuram como suspeitos.

“Esse procedimento segue em instrução (coleta de indícios e realização de oitivas) e em segredo de Justiça com o intuito de não atrapalhar as investigações e outros desdobramentos. Ressalto que por haver outras pessoas envolvidas, o nosso trabalho segue em curso, não se desconsiderando nenhuma das pessoas que temos como suspeitos”, explicou.

 

A delegada ainda informou que solicitará ao Judiciário a disponibilização das informações obtidas quando da lavratura do flagrante pela Polícia Federal para acrescentar o que for relevante ao procedimento da Polícia Civil que tramita na Delegacia Geral de Brasiléia.

Pelas investigações feitas até o momento, a droga teria como destino a capital cearense, Fortaleza, onde poderia, pelo grau de pureza, ser comercializada por até R$ 40 mil o quilograma, que renderia ao crime um montante superior a R$ 7 milhões, segundo estimou o coordenador do Gefron, delegado Rêmulo Diniz.

Comentários

Continue lendo

Em alta