Os policiais militares que fazem a segurança do presidente do Tribunal de Justiça, Francisco Djalma, sofreram uma tentativa de assalto na noite desta segunda-feira (29), na região do bairro Aviário, em Rio Branco.

Eles se encontravam em via pública, em frente ao renomado Restaurante Árabe Jarude quando foram abordados pelos assaltantes. Houve troca de tiros e os militares, segundo a assessoria do TJ, agiram em legítima defesa. Um dos bandidos foi morto e outros dois conseguiram fugir.

Segundo informações preliminares, os suspeitos teria tentado levar o carro oficial do Tribunal, um veículo de modelo SW4. Os seguranças que acompanhavam Djalma interviram. A polícia foi acionada.

O desembargador-presidente da Corte acreana estava dentro do Restaurante acompanhado de outros membros do Tribunal de Justiça. Os trabalhos do Jarude foram encerrados e a área foi isolada.

Os policiais militares que fazem a segurança do presidente do Tribunal de Justiça, Francisco Djalma, sofreram uma tentativa de assalto na noite desta segunda-feira (29), na região do bairro Aviário, em Rio Branco.

Eles se encontravam em via pública, em frente ao renomado Restaurante Árabe Jarude quando foram abordados pelos assaltantes. Houve troca de tiros e os militares, segundo a assessoria do TJ, agiram em legítima defesa. Um dos bandidos foi morto e outros dois conseguiram fugir.

Segundo informações preliminares, os suspeitos teria tentado levar o carro oficial do Tribunal, um veículo de modelo SW4. Os seguranças que acompanhavam Djalma interviram. A polícia foi acionada.

O desembargador-presidente da Corte acreana estava dentro do Restaurante acompanhado de outros membros do Tribunal de Justiça. Os trabalhos do Jarude foram encerrados e a área foi isolada.

Comentários