Vítimas morreram entre a manhã de domingo (10) e madrugada desta segunda (11), em Cruzeiro do Sul, Assis Brasil, Epitaciolândia, Vila Campinas e Rio Branco.

Entre as vítimas estão duas mulheres, sendo que o marido de Jucicleide Miranda (esq.) é o principal suspeito do crime (Foto: Arquivos pessoais)
Com Aline Nascimento - G1 Acre

Seis pessoas foram assassinadas no Acre entre domingo (10) e a madrugada desta segunda-feira (11). Entre as vítimas, estão duas mulheres, sendo que o marido de uma delas é o principal suspeito do crime.

_________________

As mortes ocorreram na capital acreana, Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia, Assis Brasil e Vila Campinas, distrito de Plácido de Castro, no interior.

_________________

O primeiro crime foi registrado no bairro São José, em Cruzeiro do Sul. O adolescente Lucas Oliveira, de 17 anos, morreu na manhã deste domingo (10) no Hospital do Juruá após ser baleado na noite deste sábado (9). O menor chegava na casa de um conhecido quando foi baleado.

Na capital acreana o primeiro crime ocorreu na tarde de domingo. Edmilson Santana não resistiu aos ferimentos e morreu no bairro Vitória. Ele foi baleado após tentar matar a ex-mulher dele a golpes de faca. Santana foi morto quando fugiu da casa da ex. Ele foi perseguido por dois homens em um carro.

Lucas de Oliveira (esq.) morreu no Hospital do Juruá após ser baleado em bairro de Cruzeiro do Sul; Edmilson Santana foi morto depois que tentou matar a ex-mulher em Rio Branco (Foto: Arquivos pessoais)

Ainda na capital acreana, a jovem Mileide Estevão foi mais uma vítima da violência. Ela caminhava pela Rua Mário Maia, no bairro Laélia Alcântara, quando dois homens em uma motocicleta passaram e atiraram. A vítima morreu ainda no local e os suspeitos fugiram. A PM-AC acredita que ela foi confudida.

Outra mulher foi assassinada e vítima de feminicídio no Acre. Dessa vez o crime ocorreu na Vila Campinas, distrito de Plácido de Castro. Jucicleide Miranda tinha 39 anos e morreu dentro de um quarto da casa da sogra. O marido é o principal suspeito e desapareceu após o crime.

Crimes na fronteira

Odilio Bezerra da Costa, que fugiu escalando a muralha do Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco, no dia 5 de maio, é o principal suspeito de matar Elino Silva Ximenes em Epitaciolândia.

Além desse crime, Costa tentou matar outra pessoa próximo do local onde Ximenes morreu. Os crimes ocorreram na tarde deste domingo (10), na Rua Joana Barroso Bezerra. O criminoso está foragido, mas a polícia descobriu que ele teria ido para a Bolívia, país vizinho do Acre.

Edilio é acusado de ter matado Elino com dois tiros nas costas durante a tarde deste domingo – Foto: Alexandre Lima

No município vizinho de Epitaciolândia, Assis Brasil, Rafael da Silva foi encontrado morto na madrugada desta segunda (11), no bairro Bela Vista. Segundo a PM-AC, o rapaz estava com um capuz no rosto e vários ferimentos de arma de fogo.

O delegado que investiga o caso, Karlesso Néspoli, disse que ainda não tem suspeitos do crime. Ele espera ouvir familiares e testemunhas após o velório e enterro.

“Não sabemos ao certo qual é a motivação. Estamos esperando para conversar com o pessoal. Uma equipe de Brasileia foi para lá porque só tem um policial lá. Não tem comprovação de nada”, avaliou.

Comentários