Mais uma vez, o transtorno aos motoristas que procuram a ponte que liga as cidades de Cobija (Bolívia) à Brasiléia (Acre), está de volta. Ha quase uma semana, os semáforos que controlam o trânsito estão com problemas ocasionando dores de cabeça aos motoristas de ambos os lados.

Para tentar amenizar a situação durante o dia, até um soldado da Marinha boliviana, as vezes ficam durante o dia no meio da ponte, ajudando o transito dos veículos, afim de evitar congestionamento, mas, não é uma constante.

Por parte do lado brasileiro, nenhum agente de transito do Ciretran ou da Polícia Militar tem aparecido para ‘ajudar’ no problema. Em contato com o órgão de trânsito em Brasiléia, não se tem uma reposta concreta se teriam acionado a área de engenharia de trânsito na Capital, para que enviassem técnicos.

O trabalho de manutenção do semáforo da ponte Wilson Pinheiro, é de responsabilidade do Detran do Acre.

Comentários