Senador acreano leva marmita para comer durante viagem de avião à Brasília

Senador levou uma marmita caseira bem suculenta para comer na viajem à Brasília – Fotos: arquivo pessoal/Facebook
Alexandre Lima

De brega ele não tem nada. Como já diz seu bordão, “100% popular”, e assim é conhecido pelo estado que lhe elegeu como senador quase oito anos atrás, após vários cargos políticos.

Sérgio Petecão, eleito pelo PSD, quebrou o tabu da vergonha de se comer uma bela refeição levada dentro de marmita em um avião. Importante lembrar que os ‘lanches’ oferecidos, que se diga de passagem, é ruim e sai caro pra quem deseja fazer uma boquinha pelos céus do Brasil.

Foi-se o tempo que as empresas ofereciam refeições e lanches para seus clientes de graça. Claro que isso tudo estava incluído na passagem e viajar de avião era uma passarela de moda e você tinha que ir ao menos, com um esporte fino para que ninguém lhe olhasse de canto de olho.

Com a crise, além de passar a cobrar pelas bagagens, já vinham cobrando os olhos da cara pelo lanche que pode ser passado na máquina de cartão. Senão, se contentasse com um café amargo e um saquinho de amendoim, ou se preferisse, uma barra de cereal e um copo de suco de caixinha.

Não querendo mais esse atendimento, o senador Petecão embarcou para o seu local de trabalho, com sua marmita, recheada de arroz, feijão, salada, macarrão, farinha e um frango guisado. Na foto, dá pra se comer com os olhos.

Segundo Ele, a vizinha de poltrona lhe retrucou que seria brega levar a marmita. Mas, não deixou por menos: “Ela é chique mais está com fome, eu brega de barriguinha cheia”, e agradeceu a esposa e outra amiga.

É… Talvez esteja na hora das empresas pensarem em incluir no seu cardápio, um lanche mais apreciativo com preço em conta. Senão, se a moda pegar, terão que jogar muita coisa fora.

Comentários