A revolta cresce entre os servidores que prestam serviços no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). Eles realizaram uma manifestação na manhã desta segunda-feira (28) denunciando que o governo do Acre teria retirado a insalubridade e estaria ameaçando retirar outras vantagens no próximo mês. Anteriormente, os trabalhadores afirmam que no mês anterior o Estado cortou adicionou noturno e antes desse corte também retirou a sexta parte que também foi motivo de protesto contra o executivo estadual.

Segundo os servidores, o governo do Acre cortou benefícios de trabalhadore que atuam na ponta, diretamente com risco grave, em alguns setores como a lavanderia, classificação de risco, laboratório e radiologia. A retirada do benefício estaria no contracheque deste mês. “Foi retirada de forma abrupta e sem justificativa. Os trabalhadores estão muito revoltados porque é mais um fato que o governo faz para prejudicar a área de saúde”, diz o sindicalista Adailton.

Em vídeo gravado durante a manifestação realizada na recepção do Huerb, o presidente do Sintesac, Adailton Cruz, apresenta um espécie e ultimado ao governo do Acre e aos gestores da Sesacre. Ele destaca que se todas as vantagens que foram cortadas dos servidores não voltarem aos contracheques até o final do mês de junho, os servidores prejudicados vão cruzar os braços e fazer um movimento que vai invadir a Secretaria de Saúde do Estado.

VEJA VÍDEO ABAIXO

Comentários