A emedebista Eliane Sinhasique criticou os gastos do Governo com advogados dativos, segundo ela, as Defensorias Públicas deveriam ser fortalecidas para evitar gastos exorbitantes e desnecessários.

“Estou estarrecida com o volume de recursos que o Governo paga para os advogados dativos. Em 2013, o Governo pagou 1.366 milhão para advogados dativos. Em 2014, pulou para R$ 2.114 milhão. Em 2015, R$2.173 milhões. Em 2016, pulou para R$ 5.013 milhões. Em 2010, foi para R$ 10.241 milhões. É uma sangria que não tem tamanho”, declarou a parlamentar.

Segundo ela, em 2016, o Estado desembolsou 790 mil com 978 processos em Rio Branco comandados por advogados dativos e R$ 1.434 milhão com 505 processos em Xapuri. “Olhem o absurdo e a disparidade. Menos processos, mais gastos”.

Para a parlamentar, é preferível fortalecer as Defensorias garantindo vagas em concurso. “No Acre existem apenas 47 defensores públicos. Temos uma grande defasagem. Foi feito concurso para suprimento de 15 vagas, no entanto não se previu cadastro de reserva. Dos 15 que passaram, apenas 2 são acreanos. Todos fizeram outros concursos e vão optar se querem ficar no Estado ou não”.

Foto: Eliane Sinhasique em reunião com o presidente da Associação dos Defensores Estaduais, Rafael Figueiredo Pinto

Comentários