Rio Madeira liga os estados do Acre e de Rondônia pela BR-364. Ao todo, já foram investidos R$ 130 milhões na obra.

Da redação com jornais do acre

Há alguns meses, chegou a se cogitar que a ponte não seria inaugurada mais este ano

O governador Gladson Cameli informou, terça-feira, 8, que o velho sonho acreano da ponte sobre o Rio Madeira não vai se tornar realidade em novembro, como previsto.

A notícia foi dada durante reunião com Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) e motivo para o adiamento da inauguração são problemas nas cabeceiras da ponte.

____________________

“O diretor de planejamento do Departamento, Luiz Guilherme, nos explicou que a inauguração da obra do Madeira, infelizmente, poderá atrasar devido às condições do solo nas cabeceiras”, disse o governador.

____________________

A ponte do Rio Madeira liga os estados do Acre e de Rondônia pela BR-364.
Ao todo, já foram investidos R$ 130 milhões na obra.

Há alguns meses, chegou a se cogitar que a ponte não seria inaugurada mais este ano, em razão de ainda faltar a construção das quatro cabeceiras. No entanto, Gladson disse à época que tomou a responsabilidade da construção. “Essa ponte interessa muito mais ao Acre que Rondônia”, ressaltou.

O governo do Acre não sinalizou com uma data para a inauguração da obra que pode, inclusive, vir a ser inaugurada apenas no ano que vem.

Outra pauta em questão discutida com o órgão federal, foi em relação a obras estruturantes que o governo pretende realizar. “Estivemos em reunião com o diretor geral do DNIT, General Antônio Leite dos Santos. Fizemos questão de agradecer a presença ativa do DNIT no Acre, que trabalha intensamente pela melhoria da nossa malha viária.

Precisamos muito do apoio do governo federal em nossos projetos estruturantes como os anéis viários de Brasiléia e Rio Branco. Estas são obras essenciais para alavancar o nosso desenvolvimento”, declarou o chefe do executivo estadual.

Comentários