tce acre fachada

Em duas prestações de contas julgadas nesta quinta-feira pelo Tribunal de Contas do Estado – TCE – do  ex-diretor geral do Deracre Sérgio Nakamura foi condenado a devolver R$ 313 mil.

As contas são referentes aos anos 2001 e 2002. Segundo conselheiro relator José Augusto de Faria o Deracre contratou provisoriamente quase 500 servidores, na hora de prestar as contas, Sérgio Nakamura não informou quem eram essas pessoas, enviou apenas os valores que foram pagos. Quanto aos gastos gerais, o valores apresentados eram sempre diferentes dos apresentados no orçamento. Outra divergência comum nas duas contas foram os valores bancários apresentados.

Sérgio Nakamura é um dos envolvidos na operação G7, e responde processo por desvio de recursos do programa ruas do povo. Só que desta vez não aparece como agente público, mas como forte empresário da construção civil. Em mais essa decisão do TCE, Nakamura tem mais um processo ou dois para administrar.

Só que Nakamura não vai responder sozinho pelos desmandos no Deracre. Os conselheiros decidiram que o ex-diretor de administração, Cesário Braga, deve responder solidariamente e o valor a ser devolvido deve ser rateado entre a dupla. Além de devolver o dinheiro, os dois ex-gestores foram multados em R$ 31 mil.

Da redação, com Adaílson Oliveira

Comentários