Da redação, com ContilNet

Praticamente um ano após o bloqueio judicial da Telexfree, que fez com que o dinheiro dos divulgadores ficasse retido nas contas da empresa, os diretores da empresa utilizaram a página pessoal deles no Facebook para anunciar que a partir de sexta-feira (30) encerra o prazo para o envio de e-mails referentes ao mutirão da devolução, voltado para colher dados de quem investiu e está com dinheiro retido nas contas, e pretende reavê-lo.

“Informamos que sexta-feira (dia 30/05/2014), encerra o prazo para o envio de e-mails referentes ao mutirão da devolução”, diz o texto, em tom de urgência.

Aqueles que desejam se cadastrar no chamado mutirão da devolução deverão preencher um formulário que está disponibilizado no site www.transparenciaympactus.com.

O mutirão da devolução começou a ser divulgado logo após matéria exibida no programa Fantástico, da Rede Globo, mostrando o escritório da empresa em pleno funcionamento na cidade de Florianópolis.

Carlos Costa, líder principal da empresa no Brasil, disse, em vídeo divulgado na internet na segunda-feira (20), que a empresa não está operando em descumprimento à ordem judicial e, sim, realizando cadastros para o suposto mutirão.

A empresa está com as atividades bloqueadas desde junho de 2013, sob acusação de ser uma pirâmide financeira.

Comentários