Telexfree: TJ deixa de julgar recurso por falta de pagamento de taxa pelos advogados da empresa

Decisão dos desembargadores do Acre foi unânime O Globo RIO — O Pleno do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) dediciu por unanimidade, nesta quarta-feira, não julgar um novo recurso...

Decisão dos desembargadores do Acre foi unânime

O Globo

RIO — O Pleno do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) dediciu por unanimidade, nesta quarta-feira, não julgar um novo recurso de advogados da Telexfree, que tentava retormar as atividades da empresa, paralisadas desde junho pela Justiça por indícios de atuar em esquema de pirâmide financeira, prática considerada crime no país.

 

De acordo com a assessoria do TJ, os desembargadores decidiram que as razões do recurso, um agravo regimental, não seriam examinadas por falta de comprovação do pagamento de custas processuais por parte dos advogados – uma taxa que deve ser paga ao judiciário para que realize julgamentos. O pedido foi extinto.

Os advogados da empresa foram procurados para comentar o caso, mas ainda não se pronunciaram.

Na semana passada, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) já havia rejeitado uma nova ação que pedia a retomada das atividades da Ympactus Comercial, operadora da TelexFree. Um advogado entrou com reclamação, em nome da empresa, contra a decisão da Justiça do Acre de suspender as atividades, mas o vice-presidente do STJ, Gilson Dipp, entendeu que somente a própria Ympactus poderia ter protocolado o processo.

Comentários