Temendo ficar sem combustível, bolivianos iniciam protesto impedindo passagem de pedestres

Bolivianos alegam que combustível e gás poderá acabar no prazo de três dias. Próxima ponte a ser bloqueada será ponte Wilson Pinheiro em Brasiléia.

Dona Francisca, mãe do acreano Sebastião que foi levado por policiais boliviano, montou barraca com seus filhos e o pai na ponte desde sexta passada.
Alexandre Lima

Após cinco dias de ponte fechada para qualquer tipo de veículo, especialmente as carretas com combustível que abastecem a cidade de Cobija, capital de Pando, lado boliviano, a situação começa a tomar rumos diferentes.

Como foi divulgado anteriormente, familiares de um brasileiro, Sebastião Nogueira do Nascimento (33), supostamente foi sequestrado por policiais bolivianos na cidade de Epitaciolândia na noite do dia 12 do mês em curso, acusado pela Justiça daquele País, de fazer parte do sequestro do filho de um senador em outubro de 2016.

Em protesto, os familiares realizaram o bloqueio da ponte que liga o Brasil à Bolívia, pela cidade de Epitaciolândia, principal corredor para passagem de carretas que abastecem a capital de Pando com alimento e, principalmente, combustível além de outros produtos.

Diante da iminência de ficar sem combustível e gás, os profissionais do transito como mototaxistas, taxistas entre outros, resolveram também chamar atenção das autoridades dos dois países, bloqueando o lado boliviano até mesmo para pedestres.

Segundo um dos representantes dos mototaxistas no local, disse que o bloqueio será uma forma de chamar atenção das autoridades dos dois países, uma vez que os produtos já estão começando a faltar, principalmente o combustível.

Foi dito que, o combustível existente está previsto para terminar no prazo de três dias e poderá deixar a cidade com quase 100 mil habitantes sem energia. Já os familiares de Sebastião, disseram que não irão deixar o local até ter uma resposta sobre o caso.

Também foi avisado por parte dos bolivianos que, caso nada seja resolvido, o próximo alvo será a Ponte Wilson Pinheiro que será fechada para passagem de veículos e pedestres.

Mototaxistas bloquearam passagem de pedestres do lado boliviano em protesto.
Carretas com combustível e outros produtos estão paradas a dias no lado brasileiro.

Matérias relacionadas:

Familiares de acreano preso na Bolívia bloqueiam ponte em protesto

Familiares denunciam sequestro de brasileiro por policiais bolivianos na fronteira do Acre

Polícia boliviana procura sequestradores de filho de senador em Cobija


Veja vídeos do senador Sergio Petecão em Brasília sobre o caso e da mãe, Dona Sebastiana.

 

Comentários