Conecte-se conosco

Extra

Tratamento de ramais feito pelo governo em Epitaciolândia irá aquecer a produção agrícola da região

Publicado

em

“Na história de Epitaciolândia, jamais foi feito um trabalho tão completo nos ramais como esse que o governo do Estado está realizando através do Deracre, em 2021”. A frase é do prefeito do município Sérgio Lopes (PSDB) entusiasmado com o processo iniciado há alguns dias. Será um tratamento de base e sub-base em 76 quilômetros de ramais, beneficiando centenas de pequenos e grandes produtores rurais em Epitaciolândia.

Tratamento de base e sub-base em 76 quilômetros de ramais beneficia centenas de pequenos e grandes produtores rurais em Epitaciolândia Foto: Marcos Vicentti/Secom

O governador Gladson Cameli tem dito reiteradamente que após o período de pandemia é preciso que o governo retome os investimentos em infraestrutura para dar condições aos produtores de escoamento dos seus produtos.

“O agronegócio é um dos carros chefes do nosso governo. O Acre tem condições de melhorar enormemente a sua produção agrícola, pecuária e suína. Isso gera empregabilidade no campo e a melhoria do abastecimento interno de alimentos. Estamos fazendo parcerias com todas as prefeituras do Acre para através da união melhorarmos as condições de vida das nossas famílias que vivem na zona rural”, afirmou o governador.

Agronegócio é tido como um dos carros chefes do governo do Estado  Foto: Marcos Vicentti/Secom

Segundo o diretor presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (Deracre), Petrônio Antunes, o programa de recuperação de ramais do governo do Estado ainda não foi lançado oficialmente. Mas algumas empresas contratadas já iniciaram o trabalho, como é o caso de Epitaciolândia.

“O investimento será em torno de R$ 20 milhões no município. No seu programa de ramais em todo o Acre o governo irá aplicar R$ 150 milhões em dois anos, com o objetivo de fortalecer as comunidades rurais que produzem as riquezas agrícolas e pecuárias, proporcionando milhares de empregos para a nossa população e fomentando desenvolvimento”, salientou.

Gerando riquezas e bem estar social

O prefeito Sérgio Lopes, de Epitaciolândia, está acompanhando de perto o trabalho da empresa Patriarca, contratada pelo governo para realizar o serviço nos ramais. Ele explica os benefícios gerados aos produtores com a melhoria da trafegabilidade nas vias vicinais.

Prefeito de Epitaciolândia Sérgio Lopes acompanha de perto trabalho feito pela empresa contratada Foto: Marcos Vicentti/Secom.

“Contando os três ramais que receberão o tratamento de base e sub-base, Estrada Velha, Ramal da Torre e Ramal do Sete, mais de 500 famílias serão beneficiadas. Temos ao longo desse percurso o Frigorifico JP, com um grande volume de abate de animais, além do assentamento Quintal Florestal, onde vivem e produzem hortaliças, cerca de 70 famílias. Principalmente na Estrada Velha existe uma grande produção de cereais, sorgo, milho, soja e também de criação de suínos. Então, toda essa cadeia produtiva será beneficiada com a melhoria dos ramais que está sendo realizada pelo governo do Estado”, comemora o prefeito.

Sérgio Lopes destaca ainda o aspecto social proporcionado pela melhoria dos ramais.

“Os produtores utilizam esse caminho para escoar a produção, levando as suas mercadorias para as feiras livres todos os dias. Mas as famílias que vivem na zona rural têm crianças e jovens estudantes que utilizam essa rota para acessar as escolas na cidade”, salientou.

Produtores utilizam esse caminho para escoar a produção Foto: Marcos Vicentti/Secom.

Apesar de não haver uma contrapartida financeira da prefeitura, Sérgio está empenhado em ajudar naquilo que estiver ao alcance do poder municipal.

“Nos colocamos à disposição para auxiliar a equipe que está trabalhando nos ramais fazendo o acompanhamento da obra. É um trabalho de muita qualidade e nós nunca tivemos uma melhoria de ramais nesse nível, com a construção de base e sub-base em Epitaciolândia. Isso será toda uma preparação estrutural para esses ramais no futuro, quem sabe, receberem uma camada asfáltica que é o sonho de todos”, disse ele .

Um dos maiores polos produtivos do Acre

Os produtores de agricultura familiar do Polo Agroflorestal avaliam a importância da intervenção nos ramais pelo governo. Fábio Júnior Fortes de Oliveira disse que com a melhoria da trafegabilidade já é possível pensar em aumentar a produção de hortaliças.

Fábio Júnior Fortes de Oliveira, agricultor familiar, avaliou a importância da intervenção nos ramais pelo governo Foto: Marcos Vicentti/Secom.

“Com a melhoria no ramal poderemos vender toda a nossa produção no município. Com certeza vamos produzir muito mais devido à facilidade que teremos para sairmos com a verdura aqui de dentro. Precisamos de ramais rápidos porque trabalhamos com um produto perecível que tem que ser vendido no mesmo dia. No caso de uma chuva forte a gente pode perder o produto, como já aconteceu, porque o ramal fica intrafegável”, lembrou.

A presidente da Associação do Polo Quintal Agroflorestal, Devanir Ramiro Vieira da Silva, também comemorou o inicio das obras.

Devanir Ramiro Vieira da Silva, presidente do Polo Quintal Agroflorestal, também comemorou o inicio das obras Foto: Marcos Vicentti/Secom.

“Isso que está acontecendo é um sonho porque nós mexemos com horticultura e poderemos levar os nossos produtos de maneira rápida para vendermos nas feiras, supermercados e restaurantes da região. Nós já sofremos muito nessa estrada durante o inverno. A gente saía às 3 horas da manhã para chegarmos às 10 horas nas feiras, num trajeto de apenas 8 quilômetros de ramal porque fazíamos essa distância andando em tempos de chuva. Essa melhoria permitirá aumentarmos a nossa produção e as nossas vendas”, explicou a produtora rural.

Celeiro do agronegócio do Acre

Mário Maffi é o maior produtor de grãos da região do Alto Acre. As suas lavouras de milho e soja modernizadas são exemplos de que o agronegócio é produtivo e viável no estado. Ele avaliou o significado da melhoria dos ramais para os grandes produtores.

Mário Maffi, maior produtor de grãos do Alto Acre, disse que melhorias renovam as esperanças dos produtores da região. Foto: Marcos Vicentti/Secom.


“O que está acontecendo é mais que um sonho, é a renovação da nossa esperança. A parte mais difícil do nosso negócio é o escoamento da produção. Esse ano já tivemos o nosso prefeito ajudando no começo da colheita e agora temos a notícia do trabalho que o governo vai realizar na Estrada Velha. Esse é um dos ramais mais produtivos do Acre porque além da agricultura e das criações de frango, suíno e pecuária temos uma grande habitação de produtores da agricultura familiar”, afirmou.

Atualmente, lavoura de Mário possui 500 hectares de milho e mais 70 de soja Foto: Marcos Vicentti/Secom.

A fazenda do Mário gera 15 empregos diretos e uma infinidade de outros indiretos ligados à cadeia produtiva.

“Atualmente estamos plantando 500 hectares de milho e mais 70 de soja. Esse negócio gera muitas oportunidades econômicas porque a agricultura antecipa a riqueza mais rápido do que a pecuária. O milho que produzimos é praticamente todo consumido pelas Indústrias Dom Porquito e Acreaves, aqui na região do Alto Acre, que têm uma demanda grande. Mas o nosso estado está caminhando para a revolução da produção agropecuária e vamos um dia ser autossuficientes em alimento. A melhoria dos ramais baixa o custo do nosso transporte e nos estimula a aumentar o investimento”, salientou Mário.

Comentários

Extra

Estrutura se desprende de prédio e cai na calçada do centro de Brasiléia

Publicado

em

Imagens feitas pela equipe do Corpo de Bombeiros do 5º Batalhão – Cedidas

Na tarde desta quarta-feira (6), uma grande estrutura metálica caiu de um prédio antigo localizado no centro da cidade de Brasiléia, no momento em caia uma chuva, por volta das 16 horas e por pouco não causou uma tragédia.

Segundo testemunhas, uma senhora e uma criança passavam pelo local, quando perceberam que a estrutura começou a cair. Mesmo sendo avisadas, ainda teriam sido atingidas por parte do material, sofrendo pequenos arranhões escapando de algo mais grave.

Parte do material atingiu duas motos que estavam estacionadas. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada até o local, fazendo um isolamento e retirando os veículos. Devido o horário, retornarão na manhã desta quinta-feira, dia 7, para realizar uma inspeção e possivelmente notificar o proprietário.

O prédio onde funcionava um pequeno mercado, é antigo e se encontra fechado. O proprietário poderá ser responsabilizado pelos prejuízos causados as motocicletas que estavam estacionadas e foram danificadas.

Um relatório completo será feito pela equipe da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.

Comentários

Continue lendo

Extra

Jovem escapa da morte com tiro no nariz em Brasiléia após dizer que não tinha “fumo”

Publicado

em

Imagem ilustrativa

Um jovem de 17 anos escapou da morte na tarde desta quarta-feira (6), com um ferimento no nariz ocasionado por arma de fogo. O caso aconteceu no Bairro Sumaúma I, zona periférica da cidade de Brasiléia por volta das 15 horas.

Segundo foi apurado pela guarnição da Polícia Militar do 5º Batalhão do Alto Acre, o jovem se encontrava em casa quando chegou um homem magro com tatuagens no braço direito, roupas escuras e o chamou, perguntando se teria ‘fumo’.

Ao dizer que não mexia com coisas ilícitas, o homem sacou de uma arma e passou a desferir vários tiros, sendo que um passou raspando seu rosto e ao mesmo tempo, alguns disparos falharam, dando tempo para que pudesse fugir e salvar sua vida se escondendo.

Após a tentativa de homicídio, o homem fugiu tomando rumo ignorado. Foi quando solicitaram uma ambulância que conduziu o jovem para o hospital Raimundo Chaar. A vítima foi atendida pela equipe médica de plantão, passando por procedimentos e ficaria em observação, podendo ser liberado nas próximas horas.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio no Comando do 5º Batalhão da Polícia Militar e na Delegacia Geral de Polícia Civil de Brasiléia, que já está investigando o caso na tentativa de localizar e prender o suspeito.

Mais informacões a qualquer momento.

 

Comentários

Continue lendo

Extra

Exame da OAB aprova o maior índice de candidatos acreanos da história da prova unificada

Publicado

em

Taxa de aprovação do Acre de 29% foi a maior desde a instituição do Exame da Ordem Unificado (EOU) em 2010

Um total 29% dos candidatos acreanos que prestaram o 33º Exame da Ordem Unificado (EOU) realizado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) – em 17/10/2021 (primeira fase) e 12/12/2021 (segunda fase) – foram aprovados. Trata-se do maior percentual de aprovação da história desde a unificação da prova em 2010.

O percentual corresponde a 142 candidatos dentre um total de 492 inscritos que realizaram a prova. Os números constam do relatório de desempenho ( https://bit.ly/39ikP7w) e também na tabela comparativa do exame ao final do texto.

O número supera as últimas duas edições da prova – 31 e 32 – quando as taxas de aprovação foram de 16%. Atualmente, a 34ª edição encontra-se em finalização de compilação de dados, enquanto a 35ª edição está em andamento e os dados devem ser divulgados no próximo ano.

Embora os números indiquem um aumento gradual no percentual de aprovados, o que indicaria uma melhora – ainda que tímida – na qualidade dos cursos de direito, o índice ainda é considerado baixo. A própria OAB Nacional tem reprovado boa parte dos cursos recém-autorizados pelo Ministério da Educação.

“Ainda precisamos avançar muito na formação de futuros advogadas e advogadas. A OAB tem o compromisso de lutar e contribuir com a modernização do ensino jurídico brasileiro, sem dispor de sua qualidade, eficiência e superioridade técnico-científica”, afirma o presidente da OAB Nacional, Beto Simonetti.

Do total de aprovados, 63 examinandos solicitaram o reaproveitamento de pontos da edição anterior (32º EOU) para ingressarem diretamente na segunda fase do 33º exame. O reaproveitamento se dá quanto à aprovação na 1ª fase (prova objetiva) de um determinado exame, para que o candidato possa prestar diretamente a 2ª fase (prova prático-profissional) do EOU imediatamente subsequente.

Dimensão

Para o presidente da Comissão Nacional de Exame de Ordem, Marco Aurélio Choy, a prova é um instrumento que confere equidade à advocacia. “É um case de sucesso por ser o maior concurso jurídico do mundo. Mudanças e novidades são pensadas sempre, com o intuito de melhorar a aplicação, mas tudo feito com parcimônia. O Exame de Ordem é, sem dúvida, um meio de suma importância para o Direito”, entende Choy.

No 33º EOU, 26 campi alcançaram 100% de aprovação no desempenho geral (contando o reaproveitamento), embora seja necessário ressaltar que, em algumas destas situações, apenas um aluno do curso foi inscrito, tendo conseguindo a aprovação. Nestas situações é necessário associar este dado a outros para se avaliar o desempenho da instituição. 

Histórico

A aprovação no Exame de Ordem Unificado é requisito para a inscrição nos quadros da OAB como advogado. O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Poderão realizá-lo os estudantes do último ano do curso de graduação em direito ou dos dois últimos semestres.

Desempenho – Aprovação (Média histórica do Exame de Ordem Unificado)

A OAB

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) é a entidade de representação dos advogados brasileiros, com 1,3 milhão de profissionais registrados. A instituição é responsável pela regulamentação da advocacia, pela aplicação do Exame de Ordem dos advogados no país e, a cada gestão, divulga o Selo OAB Recomenda, com a lista dos cursos de direito que atendem aos requisitos mínimos de qualidade técnicos e éticos de sua prática profissional.


Assessoria de Imprensa do CFOAB - Novo Selo Comunicação
Assessores: Amanda Pereira 

Site: www.oab.org.br

Site: www.novoselo.com.br

 

Comentários

Continue lendo

Em alta